Quinta, 28 de maio de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
86 9 9834-2372
Turismo

Turismo

Turismo Notícias sobre turismo no Piauí, Brasil e Mundo.

[email protected]

86 9 9834-2372

Brasil - Pandemia

Postada em 22/03/2020 ás 09h28

Publicada por: Bruna Sampaio

Coronavírus derruba o turismo e hotéis começam a fechar
Setor emprega 380 mil trabalhadores diretos e 1,3 milhão indiretos
Coronavírus derruba o turismo e hotéis começam a fechar

S heraton: rede de hotéis registrou taxa de ocupação de 7% em São Paulo (Yuriko Nakao/Getty Images)

Com uma taxa média de ocupação abaixo de 10% nesta última semana sobretudo para eventos corporativos, parte dos hotéis, resorts e parques temáticos começou a encerrar suas atividades por tempo indeterminado. “O setor de turismo reagiu de forma imediata à pandemia do coronavírus“, disse ao jornal O Estado de S. Paulo Fernando Guinato Filho, vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo. Parques temáticos como Beto Carrero, e resorts também fecharam as portas e veem incertezas para os próximos quatro meses por conta da covid-19.

O executivo, que também é diretor-geral do Sheraton São Paulo WTC e do WTC Events Center, disse que na cidade de São Paulo, que concentra a maior parte de turismo de negócios, a taxa de ocupação encerrou esta semana em cerca de 7%. O hotel Bourbon Convention, que fica no bairro do Ibirapuera, próximo ao aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, o L’Hotel, da região da Avenida Paulista, e o Sheraton, de Santos (litoral paulista), estão entre os que encerraram temporariamente as atividades.

O setor, que emprega 380 mil trabalhadores diretos – e 1,3 milhão indiretos – calculou prejuízo de R$ 2,2 bilhões até o dia 15 de março. “Até o fim do mês, chegará a R$ 3,5 bilhões”, afirmou Sérgio Souza, presidente da Associação Brasileira de Resorts (Resorts Brasil). Segundo ele, o setor começou a ficar em alerta há 15 dias, quando os resorts e hotéis começaram a receber pedidos de cancelamentos não só corporativos. “Escolas e famílias começaram a cancelar as reservas.”

Nesta semana, as principais associações que representam o setor pediram um pacote de ajuda ao governo federal para manterem os empregos. Pela proposta, o setor se compromete a arcar com 100% dos salários de 10% dos 380 mil funcionários, que seria o contingente necessários para a manutenção dos estabelecimentos. Os 342 mil funcionários restantes não seriam demitidos, mas ficariam em casa com salário pago pelo governo. As entidades aguardam nos próximos dias uma resposta do governo federal.

Gargalo

Com as incertezas que pairam ainda sobre o setor, Guinato afirmou que a retomada da atividade, quando a crise do coronavírus passar, vai ser outro problema. “As empresas que pediram para cancelar as reservas dos eventos agora pediram para deixar a data em aberto para o segundo semestre. No segundo semestre, contudo, temos muitas reservas já feitas. Vamos ter problemas de agenda.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Exame

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium