Quinta, 02 de abril de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Campanha CCOM coronavírus
[email protected]
86 9 9834-2372
Esportes

Esportes

Esportes R10 Tudo sobre esportes no Piauí, Brasil e no Mundo.

[email protected]

86 9 9834-2372

Esportes - Após adiamento

Postada em 24/03/2020 ás 17h07

Publicada por: Geysa Silva

Governo autoriza FAB buscar delegação paralímpica isolada no Equador
O grupo viajou para o Equador no último dia 3 para a disputa de uma seletiva para os Jogos de Tóquio
Governo autoriza FAB buscar delegação paralímpica isolada no Equador

Foto: Reprodiução

O governo brasileiro autorizou nesta terça-feira a Força Aérea Brasileira (FAB) buscar uma delegação paralímpica de natação com 10 integrantes que está isolada em Quito. O grupo viajou para o Equador no último dia 3 para a disputa de uma seletiva para os Jogos de Tóquio-2020, evento adiado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) para 2021. 

Nove atletas e o treinador Antônio Luiz Duarte Cândido, da equipe de Indaiatuba (SP), desembarcaram em Cuenca no início do mês para iniciar treinamento específico na altitude de 2,5 mil metros. A intenção era melhorar o preparo físico do time de olho na seletiva que começaria nesta quinta-feira. No dia 13, a competição foi cancelada por causa da pandemia do novo coronavírus.

"No mesmo dia solicitei o retorno da equipe, só que as passagens custavam R$ 8 mil por pessoa. No dia seguinte, o aeroporto nacional do Equador fechou e ficamos isolados em Cuenca", contou Cândido em entrevista ao Estado por telefone.

O treinador procurou o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e a embaixada do Brasil no Equador. Ao mesmo tempo, precisava manter a calma dos atletas. "Tentei estabelecer uma rotina para que eles não ficassem só vendo as notícias, para que permanecessem tranquilos. Passamos a fazer ioga pela manhã e à tarde a fazer treino aeróbico dentro dos quartos. Também passamos a cozinhar juntos e dividir as tarefas do dia a dia".

Com apoio da embaixada brasileira, no último sábado, a delegação conseguiu deixar Cuenca de ônibus e foi para um hotel em Quito. "Até agora ninguém entrou em pânico. É tanta coisa para me preocupar que não tive tempo para isso. Está tudo muito corrido, tenho que falar com muita gente, fazer compras aqui para todo mundo, dividir treino", contou.

A boa notícia veio nesta terça-feira, quando o governo autorizou que o avião da FAB fizesse o resgate. "Demos pulos de alegria aqui", comemorou Cândido. O treinador disse que ainda não sabe a data do retorno. A expectativa é para que aconteça ainda nesta semana. "Não nos passaram nada. Estamos aguardando aqui e cumprindo as determinações", encerrou.

Fonte: Estadão Conteúdo

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium