Sexta, 10 de julho de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Geral - Em Teresina

Postada em 21/04/2020 ás 11h56 - atualizada em 21/04/2020 ás 13h11

Publicada por: Geysa Silva

Empresa fechada pela PMT consegue na justiça autorização para funcionar
Justiça concedeu mandado de segurança e reconheceu que serviço é essencial
Empresa fechada pela PMT consegue na justiça autorização para funcionar

Foto: Reprodução

Após mandado de segurança, o estabelecimento Art Pan foi reaberto em Teresina. O local havia sido fechado durante as fiscalizações em prevenção ao Covid-19 realizadas na capital pela Prefeitura de Teresina. Após ingressar na Justiça, o empresário dono do local recebeu autorização para voltar a funcionar pois a justiça reconheceu que tratava-se de serviço essencial.

Localizada na zona leste da capital, a Art Pan atua no mercado de confeitaria e produtos para panificação em geral. O local recebeu a aplicação de uma multa no valor de R$ 2 mil reais e teve funcionários encaminhados para a Central de Flagrantes.

Na ação o empresário cita que, "acompanhado da Guarda Municipal de Teresina, e um responsável pelaautuação representante da Gerência de Controle e Fiscalização da Superintendência de Desenvolvimento Urbano SDU/LESTE da Prefeitura Municipal de Teresina. Entre poucas informações repassadas, foi dito que a empresa estaria descumprindo os Decretos Municipais que tratam do controle da pandemia de doenças infectocontagiosa causada pelo novo coronavírus (covid19)".

Decisão

A decisão que autoriza a reabertura do estabelecimento foi dada pela Juíza Carmelita Angélica Brito de Oliveira, que é Juiza de Direito da 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública da Comarca de Teresina.

Em sua decisão ela fez uma série de observações recomendações à empresa. "Autorizado está seu funcionamento.Contudo, pela própria norma condiciona esse funcionamento ao mínimo que garanta o abastecimento, além de impor uma séria de medidas sanitária para prevenir o contágio, art. 7º do decreto municipal 19.548/2020", cita.

A juíza justificou a decisão considerando que a suspensão pudesse ocasionar o desabastecimento da matéria prima para a confecção de alguns alimentos. "O perigo da demora também se encontra verificado na hipótese, vez que a suspensão das Num. 9328440 - Pág. 3 atividades de distribuição de alimentos e matéria-prima alimentícia, realizada pela impetrante, pode causa desabastecimento do setor alimentício, atividade que supre umas das necessidades mais vitais do ser humano, que é o alimento", destaca 

VEJA MAIS DETALHES NA DECISÃO ABAIXO

Clique aqui para baixar o arquivo Decisão-5.pdf

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Jornal Portal R10

»

Corrente-PI Por Simone Borges

Prefeitura de Corrente e Estado alinham protocolo de Saúde

Demerval Lobão - PI Por Katia Cruz

Demerval Lobão | Boletim epidemiológico aponta 294 curados da Covid-19

Cocal Por

Cocal registra 127 pacientes recuperados do coronavírus

Inhuma-PI Por Juerismar Luis

Prefeitura de Inhuma realiza obras de calçamento no Bairro Senhora

Pau D'Arco do Piauí Por Carlos Eugênio

Pau D'Arco do Piauí registra 29 pacientes curados da Covid-19.

Mais lidas da semana

»

© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium