Sexta, 23 de Julho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

32°

23° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília
FOCO NA POLÍTICA - Direto de Brasília
Jornalista, comunicador, árbitro judicial, consultor diplomático, cônsul honorário da Bielorrússia, editor da Revista VOX e Publisher da BrazilianNEWS.
Política Destaques
22/04/2020 10h32 Atualizada há 1 ano
Por: Jornalista Milton Atanazio

Quarta-feira, 22 de abril -Os destaques do dia

Bom dia! Aqui estão os principais assuntos para você começar o dia bem-informado. 

Trabalhadores habilitados a receber o auxílio de R$ 600 ainda não conseguiram o benefício. A Caixa promete pagar hoje a ajuda para 7,2 milhões. Passam de 2,7 mil o número de mortes pelo coronavírus no Brasil. Os enterros diários triplicam em Manaus, e os corpos são armazenados em contêineres e sepultados em valas comuns. Com os hospitais no limite, o Rio já manda pacientes para outras cidades. Em SP, 73% das UTIs estão ocupadas na rede pública. No podcast O Assunto, os acertos de Alemanha e Portugal no combate à Covid-19. E, de Belo Horizonte, as alternativas de um grupo de amigas idosas para driblar a saudade sem prejudicar o isolamento.

Auxílio emergencialImagem ilustrativa do aplicativo Auxílio-Emergencial, da Caixa Econômica Federal, que proporciona o direcionamento do benefício R$ 600 a trabalhadores informais e pessoas de baixa renda para contas de outros bancos. — Foto: LUCAS TAVARES/ZIMEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Imagem ilustrativa do aplicativo Auxílio-Emergencial, da Caixa Econômica Federal, que proporciona o direcionamento do benefício R$ 600 a trabalhadores informais e pessoas de baixa renda para contas de outros bancos. — Foto: LUCAS TAVARES/ZIMEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A Coluna Foco na Política apresenta os destaques do dia
A Coluna Foco na Política apresenta os destaques do dia

Milhões de brasileiros já receberam o auxílio emergencial do governo, mas muita gente que está habilitada no cadastro ainda não viu o dinheiro na conta. A Dataprev afirma que espera concluir o processamento de quase dez milhões de cadastros feitos entre os dias 7 e 10 deste mês. Diz também que a concessão do auxílio depende do cumprimento dos critérios, mesmo no caso das famílias inscritas no Cadastro Único ou no Bolsa Família.

Continua depois da publicidade

A Caixa afirmou que o sistema está sobrecarregado pelos usuários que não têm direito ao auxílio emergencial, mas que acessam o aplicativo mesmo assim. O banco diz que a análise dos beneficiários do Bolsa Família e do Cadastro Único é automática e que as pessoas que tiveram o auxílio negado podem contestar a decisão no próprio aplicativo.

Nesta quarta-feira (22), serão creditados os pagamentos para mais cerca de 7,2 milhões de brasileiros: o lote inclui 1,2 milhão de beneficiários do Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e 4,1 milhões de cadastrados via aplicativo e site. Além deles, vão receber os pagamentos 1,9 milháo de beneficiárias do Bolsa Família.

Até as 8h de terça-feira, a Caixa tinha pagado R$ 16,3 bilhões para 24,2 milhões de brasileiros.

Avanço do coronavírus

Média diária de enterros triplica em Manaus, e prefeitura abre valas comuns em cemitérios públicos — Foto: Reprodução/TV Globo

Média diária de enterros triplica em Manaus, e prefeitura abre valas comuns em cemitérios públicos — Foto: Reprodução/TV Globo

Brasil tem 2.763 mortes e 43.384 casos confirmados do novo coronavírus, segundo as secretarias estaduais de Saúde. O último balanço do Ministério da Saúde, no fim da tarde de terça (21), indicava 2.741 mortes e 43.079 infectados.

O Rio de Janeiro teve em quatro semanas mais internados por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) do que em todo o ano de 2019, segundo levantamento do G1 com base em dados da Fiocruz. Segundo especialistas, os dados apontam para a subnotificação dos casos do novo coronavírus.

As unidades de terapia intensiva (UTI) de Manaus já chegavam ao seu limite de atendimento. Por falta de vagas e de pessoal, os hospitais não conseguem atender todos os pacientes. A Prefeitura de Manaus abriu valas comuns em cemitério para enterrar as vítimas da Covid-19.

Em São Paulo, o governador de Doria deve anunciar hoje plano para reabrir a economia a partir de 11 de maio, quando termina o prazo da quarentena decretada no fim de março. 

Relatos da pandemiaO grupo cultural Meninas de Sinhá surgiu na favela do Alto Vera Cruz há mais de 20 anos — Foto: Lígia Nassif/Divulgação

O grupo cultural Meninas de Sinhá surgiu na favela do Alto Vera Cruz há mais de 20 anos — Foto: Lígia Nassif/Divulgação

“Eu fico na janela e eles passam na porta rapidinho. Uma saudade que eu tô! Mas não pode. Ainda mais eu que passei pro transplante de medula óssea”.

Sueli é uma das 22 mulheres que fazem parte do grupo cultural Meninas de Sinhá. Criado em 1996, no Alto Vera Cruz, ele resgata antigas cantigas de roda e a tradição da oralidade.

Temporários na quarentena

Levantamento da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem) mostra que o movimento de contratações temporárias em meio à pandemia do novo coronavírus ocorre, especialmente, na prestação de serviço para as áreas da saúde, indústria de suprimentos, alimentos, supermercados e serviços essenciais.

Segundo a presidente da entidade, Michelle Karine, na área da saúde, as contrações são grandes nas redes hospitalares para reforçar quadro de enfermeiros, técnicos de enfermagem e profissionais de manutenção, copa e recepção, por exemplo.

Lives 'proibidonas'Pk Delas (centro) e Gabriel do Borel (topo e abaixo) reagem enquanto mulheres dançam em lives no Instagram — Foto: Reprodução/Instagram/pkdelas/djgabrieldoborel

Pk Delas (centro) e Gabriel do Borel (topo e abaixo) reagem enquanto mulheres dançam em lives no Instagram — Foto: Reprodução/Instagram/pkdelas/djgabrieldoborel

Enquanto mulheres dançam e, em alguns casos, tiram a roupa, funkeiros como Gabriel do Borel e PK Delas incentivam, comemoram e atuam como DJs em lives no Instagram.

São transmissões ao vivo na rede social, em que os artistas e seus amigos aparecem em uma janela, fazendo um DJ set. Na outra janela, eles adicionam fãs, que estão dispostas a rebolar e até se masturbar ou receber sexo oral do parceiro ao som da live.

As "lives proibidonas" começaram no início deste mês, durante o isolamento social por causa da pandemia da Covid-19. A "expulsão" das participantes da live demora ao menos um minuto após o início da cena de sexo e nudez.

"Comportamento é jeito de extravasar", diz DJ Gabriel do Borel ao G1. A assessoria de PK Delas fala que "é difícil controlar". Contas com "repetidas violações" podem ser removidas, segundo o Instagram.

Mistério na Coreia do Norte

Última aparição pública de Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte, é uma fotografia em que aparece vistoriando aviões militares datada de 12 de abril — Foto: KCNA/via Reuters

Última aparição pública de Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte, é uma fotografia em que aparece vistoriando aviões militares datada de 12 de abril — Foto: KCNA/via Reuters

O verdadeiro estado de saúde do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, continua cercado de mistérios. A imprensa norte-americana noticiou na segunda-feira (20) que o norte-coreano estava em estado grave após uma cirurgia cardiovascular.

Além das fontes do governo americano, um site mantido por desertores da Coreia do Norte também publicou que o ditador teve a saúde agravada devido à obesidade e ao hábito de fumar. Oficialmente, Donald Trump disse na terça-feira (21) que "ninguém confirmou que o presidente da Coreia do Norte está doente".

Mega-Sena Aposta única da Mega-Sena custa R$ 4,50 e apostas podem ser feitas até às 19h — Foto: Marcelo Brandt/G1

Aposta única da Mega-Sena custa R$ 4,50 e apostas podem ser feitas até às 19h — Foto: Marcelo Brandt/G1

O concurso 2.254 pode pagar um prêmio de R$ 24 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h desta quarta-feira (22) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. A aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser feita até as 19h (de Brasília).

MotosProtótipo de moto elétrica da Kawasaki estava no Salão de Milão 2019 — Foto: Rafael Miotto/G1

Protótipo de moto elétrica da Kawasaki estava no Salão de Milão 2019 — Foto: Rafael Miotto/G1

Sem alarde, a Kawasaki está desenvolvendo a primeira Ninja elétrica da história. O caminho está sendo percorrido pelas grandes montadoras, como a Harley-Davidson. O modelo terá transmissão manual de 4 marchas e tem visual similar ao da família Ninja atual, com carenagens esportivas.

Hoje é dia de...

 
  • Dia do Descobrimento do Brasil
  • Com informações do G1
Fonte: G1
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp