Sexta, 16 de Abril de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

32°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Pet
R10 Pet
Tudo sobre o mundo dos pets.
Geral Confira
01/05/2020 11h31 Atualizada há 11 meses
Por: Francine Dutra

Confira cinco curiosidades sobre as calopsitas

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

As calopsitas estão cada vez mais presentes nos lares dos brasileiros. Uma das curiosidades sobre calopsitas é que elas estão entre as principais opções de quem deseja ter uma ave de estimação. São fofas, adoráveis e uma ótima escolha para quem gosta de interação, já que elas, muitas vezes, amam brincar com seus donos.

Esta espécie de pássaro é doméstico, ou seja, ele precisa do homem para determinadas funções. Por isso mesmo é muito interessante que os donos conheçam muito bem elas. Confira algumas dicas que podem ajudar.

1. Elas podem viver mais de uma década!

Continua depois da publicidade

A estimativa de vida das calopsitas chega aos 30 anos - e as de cativeiro aos 20 anos. Se você cuidar dela da maneira correta e atender suas necessidades, poderá ter uma companhia amigável e carinhosa por muito tempo.

2. A crista da calopsita pode indicar o humor dela

É possível saber qual o estado de humor da sua calopsita apenas observando os movimentos de sua crista. Quando está bem tranquila, ela costuma deixar as penas para baixo, já quando está assustada, eufórica ou animada, fica com as penas para cima.

3. Ela mostra que está com preguiça bocejando

Da mesma forma que os seres humanos, as calopsitas expressam sua preguiça, sono ou cansaço, com um movimento bem característico: bocejando. A verdade é que esse momento - que acontece repetidas vezes - está entre uma das coisas mais fofas que esse pássaro faz.

4. São animais fiéis

Elas são consideradas aves monogâmicas, ou seja, quando escolhem um companheiro é para sempre. Quem normalmente opta por um parceiro é a fêmea e não é um processo nada fácil, já que elas são rigorosas e podem demorar anos até encontrar o par ideal.

5. Como saber se é macho ou fêmea?

Descobrir se a calopsita é macho ou fêmea pode ser bem difícil e, nesses casos, o mais indicado é fazer um exame para checar. Também é possível perceber algumas diferenças.

Para avaliar, é preciso esperar até que a plumagem da calopsita tenha se desenvolvido, o que ocorre, geralmente, a partir dos 6 meses. Isso porque macho e fêmea são idênticos quando jovens. É importante destacar também que as diferenças podem ser maiores ou menores dependendo do padrão da calopsita.

Evidência 1: A cauda da calopsita

Com a plumagem da calopsita cinza desenvolvida, observe a parte de baixo das penas da cauda. Encontrou marcas de listras horizontais? É provável que se trate de uma fêmea! Mas ainda não é certeza, já que, em alguns casos, essas marcas são tão fraquinhas que só podem ser vistas à contraluz e olhe lá. Mas já é um indicativo.

Para as calopsitas amarelas claras ou brancas, a mesma coisa: procure por manchas amarelas sob a cauda e também debaixo das asas, sempre com a ajuda de luz.

Evidência 2: A carinha da ave

Considerando uma calopsita de padrão cinza, os machos costumam ficar com o rosto mais amarelo, com aquela simpática mancha alaranjada nas bochechas muito bem marcada. Já nas fêmeas, o tom das bochechas geralmente é mais claro, e seu rosto, de um tom de cinza ou de um amarelo bem suave.

Evidência 3: A plumagem do corpo

As diferenças entre calopsita fêmea e macho são tão discretas que é difícil afirmar qualquer coisa através delas. Mas, em geral, para as calopsitas de padrão cinza, o corpo do macho tem coloração mais escura que a das fêmeas.

Identificação pelo comportamento: calopsita fêmea canta e fala?

Um dos principais motivos para um tutor querer saber o sexo da calopsita é a crença de que só os machos são capazes de falar e de cantar. Na verdade, não é bem assim.

Embora as fêmeas possam levar mais tempo para desenvolver essa habilidade, cantar ou não depende principalmente de condições favoráveis, como pegar a calopsita ainda filhote, garantir um ambiente livre de estresse, e interagir com ela com regularidade.

Por isso, este método de identificação é pouco confiável, mas, se a sua calopsita for menos tagarela, é possível que seja uma fêmea.

Fonte: Canal do Pet
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®