Terça, 11 de dezembro de 2018
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
Lagoinha do Piauí

Lagoinha do Piauí

Mysael Santana Correspondente do município.
Cidades - criança feliz

Postada em 21/02/2018 ás 11h34 - atualizada em 21/02/2018 ás 16h13

Publicada por: Mysael Santana

Consultor do MDS juntamente com multiplicadora do PCF realiza visitas ao PCF de Lagoinha do Piaui
Consultor do MDS juntamente com coordenadora do PCF realiza visitas ao PCF de Lagoinha do Piaui
Consultor do MDS juntamente com multiplicadora do PCF realiza visitas ao PCF de Lagoinha do Piaui

Mysael Santana

 

Consultor do MDS  Ronaldo Jorge  de Oliveira e  assistente social Multiplicadora do programa criança feliz do estado do Piauí  Ana Claudia  visitaram as  instalações do programa criança feliz em Lagoinha do Piauí, o consultor do MDS juntamente com a secretaria de assistência social do município Ana Clara acompanhado da coordenadora do programa criança feliz do município Shiley e a multiplicadora do criança feliz estadual fizeram  vistorias as  instalações do programa no município, e logo após as vistorias saíram pra visitas domiciliares na companhia  da secretaria de assistência social Ana clara juntamente com a coordenadora do PCF no município e colaboradores do programa.

Em entrevista ao portal a multiplicadora do programa no estado do Piauí juntamente com o consultor do MDS elogiou a gestão do programa no município por ser uma das mais bem organizada em nosso estado mesmo pelo tamanho do município vejo que a organização do programa no município esta de 10 por esta tudo em dias e pela organização nas salas de atendimento as crianças e pela equipe de colaboradores que fazem o programa no município, e também pelo belíssimo gestor municipal que sem o apoio do mesmo o programa não esta tão bem organizado. Parabenizou a gestão municipal pelo maravilhoso trabalho que vem sendo desenvolvido

O Programa Criança Feliz foi instituído pelo Decreto nº 8.869,

de 5 de outubro de 2016, com caráter intersetorial e tendo em

vista promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira

infância, considerando sua família e seu contexto de vida.

Coordenado pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Agrá-rio, o programa articula ações das políticas de assistência social,saúde, educação, cultura, direitos humanos, tendo como fundamentoa Lei nº 13.257, de 8 de março de 2016 – conhecida como 

Marco Legal da Primeira Infância.

O programa fortalece a trajetória brasileira de enfrentamento

da pobreza com redução de vulnerabilidades e desigualdades e potencializa

a integração do acesso à renda com inclusão em serviços

e programas. Renova, ainda, os compromissos do Brasil com

a atenção às crianças com deficiência beneficiárias do BPC e suas

famílias e também às crianças privadas do convívio familiar, em

serviços de acolhimento, e suas famílias.

Objetivos

De acordo com o Art. 3º do Decreto nº 8.869/2016 o Programa

Criança Feliz tem como objetivos:

• Promover o desenvolvimento humano a partir do apoio e

do acompanhamento do desenvolvimento infantil integral

na primeira infância;

• Apoiar a gestante e a família na preparação para o nascimento

e nos cuidados perinatais;

• Colaborar no exercício da parentalidade, fortalecendo os

vínculos e o papel das famílias para o desempenho da função

de cuidado, proteção e educação de crianças na faixa etária

de até seis anos de idade;

• Mediar o acesso da gestante, de crianças na primeira infância

e de suas famílias a políticas e serviços públicos de que

necessitem;

O Programa

A INTERSETORIALIDADE NA VISITA DOMICILIAR

11

• Integrar, ampliar e fortalecer ações de políticas públicas voltadas para

as gestantes, crianças na primeira infância e suas famílias.

Público

O programa prioriza crianças e famílias em situação de vulnerabilidade e

risco social:

• Gestantes, crianças de até 36 meses e suas famílias beneficiárias do

Programa Bolsa Família;

• Crianças de até 72 meses e suas famílias beneficiárias do Benefício de

Prestação Continuada;

• Crianças de até 72 meses afastadas do convívio familiar em razão da

aplicação de medida de proteção prevista no Art. 101, caput, incisos

VII e VIII, da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, e suas famílias

Fonte: Mysael Santana

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Revista ADV
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium