Sexta, 22 de março de 2019
(86) 99915-1055
Teresina - Chuva

Postada em 21/02/2018 ás 11h45 - atualizada em 21/02/2018 ás 11h59

Publicada por: Redação

Defesa Civil monitora áreas de risco para deslizamentos em Teresina
O programa é uma ação emergencial que possui a linha de atuação da Família Solidária.
Defesa Civil monitora áreas de risco para deslizamentos em Teresina

Foto: Gustavo Almeida/G1

A Defesa Civil, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), realizou, nessa terça-feira (20), ações de monitoramento e atendimento em cinco regiões de Teresina por conta das chuvas. Foram atendidos o Acampamento 8 de Março, localizado na zona Rural; bairro Água Mineral, residencial Dilma Rousseff e Parque Brasil, na zona Norte; e Vila Irmã Dulce, na zona Sul da capital. Os trabalhos iniciaram às 8h e foram até 20h.

 Os atendimentos realizados na Água Mineral, Dilma Rousseff e Irmã Dulce foram solicitados através do número 153 – plataforma na qual a população pode, gratuitamente, entrar em contato com o órgão. Nos três atendimentos, a Defesa Civil constatou que a estrutura das casas estava comprometida, mas não desabaram.

As ações de socorro consistem em encaminhar, quando necessário, as famílias atingidas para os programas de assistência social do município. “Encaminhamos os casos para a Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) que, após analisar o caso, pode fazer o encaminhamento do morador ao Programa Cidade Solidária”, explica Deolindo do Nascimento, membro da Defesa Civil.

 As vistorias técnicas têm como foco principal as casas, barracos ou edificações habitacionais com suspeita de risco de desabamento, a fim de evitar dano pessoal aos moradores, sobretudo óbitos, bem como dano material.

 Cidade Solidária

O programa é uma ação emergencial que possui a linha de atuação da Família Solidária, onde a pessoa acolhida indica um familiar ou amigo para lhe receber e a Prefeitura repassa uma ajuda de custo no valor de R$ 250, ou Residência Solidária, onde a pessoa identifica um imóvel no valor de até R$ 250 para alugar e a Prefeitura arca com o valor por seis meses.

 Em ambas as situações, o acolhido recebe cesta básica, kit limpeza e kit acolhimento. Sistematicamente, a família é acompanhada no período de seis meses pela Semcaspi, por meio do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

Fonte: PMT

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Blog do Lucão (Timon e Região dos Cocais) Por Lucas Stefano

Denarc/Timon prende em flagrante indivíduo acusado da tráfico de 'Crack'

Campo Maior Por Wellington Siqueira

Blitz em Campo Maior são intensificadas para coibir a ação de criminosos

Picos Por Jucelma Sales

Alunos participam de caminhada em comemoração ao Dia Mundial da Água

Pau D'arco Por Carlos Eugênio

Alunos de Pau D'arco participam de atividades pelo Dia Mundial da Água

Buriti dos Lopes Por Rurik Araújo

Animal solto causa mais um acidente na zona rural de Buriti dos Lopes

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2019 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium