Domingo, 22 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

30°

23° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
OAB-PI
OAB-PI
Notícias sobre o que acontece na área da advocacia piauiense.
Piauí Inovação
27/05/2020 09h53
Por:

JECC de Altos realiza sessão de conciliação por meio do WhatsApp

De forma inovadora, o Juizado Especial Cível e Criminal (JECC) de Altos (a 40km de Teresina), realizou sua primeira audiência de conciliação por meio de videochamadas pelo aplicativo WhatsApp. A experiência foi exitosa: além de transcorrer com normalidade, a sessão resultou em acordo entre as partes. Esse procedimento é normatizado pela Portaria n.º 994/20, assinada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), desembargador Sebastião Ribeiro Martins, em conjunto com o supervisor dos JECCs do Piauí, desembargador Edvaldo Moura.

A audiência realizada na manhã desta quarta-feira (20) foi conduzida pela conciliadora Ludmila de Sousa Cruz e envolveu um processo de negativação. As partes foram intimadas via Processo Judicial Digital (Projudi) e por meio do próprio WhatsApp.

Foto:reprodução
Foto:reprodução

“Avaliamos essa inovação como excelente. É uma ferramenta prática, gratuita, acessível para boa parte do jurisdicionado. O mais importante é termos chegado ao acordo, por meio do diálogo. Apesar dessa dificuldade que todos estamos vivendo, a Justiça não parou e está buscando os meios possíveis para que a prestação jurisdicional se dê de forma satisfatória”, opina a magistrada Carmem Ferraz, juíza titular do JECC de Altos, ressaltando que, após homologados, os acordos têm força de decisão judicial.

A servidora Silviany Vasconcelos, oficial de gabinete do Juizado Especial Cível e Criminal (JECC) de Altos, explica os procedimentos preparatórios para a sessão: “após a publicação da Portaria n.º 994/20, nós começamos a analisar os processos que tinham audiência marcada para esse período de pandemia com a intenção de realizar as audiências por videochamadas. Assim, fizemos as intimações via Projudi e via WhatsApp”.

Fonte: OAB PI
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp