Segunda, 10 de agosto de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Camanha ProPiauí Julho
[email protected]
86 2107-5800 / 5847
OAB-PI

OAB-PI

OAB-PI Notícias sobre o que acontece na área da advocacia piauiense.

[email protected]

86 2107-5800 / 5847

Piauí - Contra o racismo

Postada em 09/06/2020 ás 08h32

Publicada por: Thamirys Moura

Comissões da OAB PI promovem ação que debaterá sobre racismo
Objetivo esclarecer os problemas da discriminação racial na sociedade contemporânea
Comissões da OAB PI promovem ação que debaterá sobre racismo

Foto: Reprodução

Diante do cenário brutal de racismo, reforçado por meio de diversas ações no mês de junho, a OAB Piauí, por meio da Comissão de Apoio à Vítima de Violência (CAVV) e da Comissão da Verdade da Escravidão Negra no Brasil, abordará temas sobre o racismo estrutural e suas complexidades na sociedade Brasileira no Instragram da CAVV @cavvoabpiaui.

A ação tem como objetivo esclarecer os problemas da discriminação racial na sociedade contemporânea. De acordo com a Presidente da CAVV, Alba Vilanova, a Comissão cedeu um espaço de fala nas redes sociais para a Comissão da Verdade da Escravidão Negra no Brasil abordar assuntos de questões raciais nesse mês de junho, tendo em vista os últimos acontecimentos.

“Nos sentimos na obrigação de ajudar e o nosso melhor posicionamento, nesse momento, será o de escutar, ler e aprender, por isso, vamos visibilizar as vozes que sempre falaram, mas não foram ouvidas. Dessa forma, a Comissão vai trazer conteúdos muito importantes pra todas as pessoas que buscam conhecer e entender a história e o racismo no país”, explicou Alba Vilanova.

O Presidente da Comissão da Verdade da Escravidão Negra no Brasil, Edilson Sepúlveda, reforça que “diante de tantos movimentos na redes sociais como #avidadosnegrosimportam e várias manifestações sobre a morte de jovens negros em decorrência do racismo instalado no Brasil, iremos trazer informações substanciais, para que não seja só um movimento nas redes sociais, mas passe a instigar as pessoas ao estudo sobre o tema, inclusive, indicando livros sobre o assunto”, explicou.

Edilson Sepúlveda destaca ainda que um post na rede social não tem e nem pode satisfazer o conhecimento sobre o assunto e que as postagens não substituirão os estudos sobre os assuntos raciais no Brasil, pois a busca pelo conhecimento é uma obrigação de todos(as).

Fonte: OAB PI

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium