Terça, 04 de agosto de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Camanha ProPiauí Julho
[email protected]
86 99925-4705
Brasileira

Brasileira

Giva Ferreira Correspondente do município de Brasileira.

[email protected]

86 99925-4705

Cidades - Denúncia

Postada em 17/06/2020 ás 19h04

Publicada por: Giva Ferreira

Vereadores de Brasileira protocolaram denúncia contra nepotismo na cidade
Familiares já foram nomeados 18 vezes. O cônjuge da prefeita, por exemplo, já ocupou dois cargos
Vereadores de Brasileira protocolaram denúncia contra nepotismo na cidade

O cônjuge da prefeita, por exemplo, já ocupou dois cargos na gestão e suas filhas, além de sobrinho e cunhada, também apareceram ocupando cargos estratégicos.

Os vereadores Alan Juciê, Alenildo Melo, Cândida Aguiar, Maria Pimentel, Nelson Meneses e Rychardson Pimentel protocolaram no dia 10 de junho, junto ao Tribunal de Contas do Estado, o pedido de instauração de inquérito civil público para apurar improbidade administrativa diante de um possível favorecimento da prefeita Carmem Gean aos seus familiares na contratação em cargo comissionado/temporário e também na dispensa de licitação.

Segundo a denúncia, desde o dia 30 de agosto de 2019 a prefeita já nomeou 13

familiares para cargos importantes da gestão municipal, totalizando cerca de 18 nomeações, isso porque alguns familiares já ocuparam diferentes cargos dentro da gestão, em menos de um ano de mandato. O cônjuge da prefeita, por exemplo, já ocupou dois cargos na gestão e suas filhas, além de sobrinho e cunhada, também apareceram ocupando cargos estratégicos.

Já ocuparam/ocupam cargo na gestão:

ANA PAULA RAMOS DE MENESES, prima de 1º grau da PrefeitaAntes: Chefe de Departamento de Convênios da Prefeitura de Brasileira – PI,Atualmente: Secretária de Administração da Prefeitura Municipal de Brasileira

MARIA ISIS VERAS DE SOUSA MENESES, tia da Prefeita.Atualmente: Chefe de Departamento de Recursos Humanos da Secretaria Municipal de Saúde

CARLA DANIELA MENESES PENAFIEL DINIZ, filha da ex Secretária Municipal de Cultura, genitora da atual Assessora Especial da Prefeita e afilhada da prefeitaAtualmente: Chefe de Departamento da Unidade Mista de Saúde Almiro Mendes da Costa

CARMOSINA MENESES DE ARAUJO, prima da PrefeitaAntes: Secretária Municipal de CulturaAtualmente: Afastada do cargo por conta da lei eleitoral

GIL CELIO MENESES FONTENELE, primo da PrefeitaAtualmente: Chefe de Departamento de Agricultura e Abastecimento da Secretaria Municipal de Agricultura e Recursos Hídricos

MARIA EDUARDA PENAFIEL DINIZ MENESES, sobrinha de 1º grau da PrefeitaAtualmente: Assessora Especial

NEILIVIA MARIA AMARAL SIRQUEIRA, prima de 1º grau da PrefeitaAtualmente: Chefe de Departamento de Recursos Humanos

NEWDIDA MARIA MENEZES PENAFIEL DINIZ, prima de 1º grau da PrefeitaAtualmente: Assessoria de Gabinete da Prefeitura Municipal de Brasileira

RODRIGO AUGUSTO AMARAL SILVA, primo da PrefeitaAtualmente: Secretário Municipal de Cultura

MESSIAS BATISTA RIBEIRO FILHO, vive em união estável com a Prefeita.Antes: Assessor EspecialAtualmente: Secretário Municipal de Educação.

JULIANA AMARAL RIBEIRO, enteada da Prefeita, filha do Secretário Municipal de Educação do Município de Brasileira-PIAntes: Secretária Municipal de AdministraçãoAtualmente: Assessoria Jurídica

BRENDA AMARAL RIBEIRO, enteada da Prefeita, filha do Secretário Municipal de EducaçãoAntes: Chefe de departamento da Unidade Mista de Saúde Almiro Mendes da CostaDepois: Secretária Municipal de Saúde

FRANCISCA DAS CHAGAS OLIMPIO DE MELO, cunhada do atual Secretário Municipal de Educação (por sua vez cônjuge da Prefeita)Atualmente: Secretária Municipal de Saúde do Município

GILSON BORGES BATISTA JÚNIOR, sobrinho do atual Secretário Municipal de Educação (por sua vez cônjuge da Prefeita)Antes: Secretário Municipal de Educação

Para os vereadores "a prefeita nomeou tão somente parentes para ocupar cargos bem como prestar serviços a Prefeitura Municipal de Brasileira, como se sua empresa particular fosse.  Tais atos das nomeações dos servidores requeridos estão eivados de vício insanável, tornando-os inválidos, eis que o ordenamento jurídico não admite que alguém exerça ato administrativo que venha lhe favorecer ou favorecer parente seu, que está comprovadamente provado nos anexos dos autos. Existe, assim, por princípios de moralidade e boa-fé da administração um impedimento presumido para que o agente público não atue em atos que possam favorecer a si próprio, ou ao seu cônjuge e demais parentes".

 

 

Fonte: Reporter 10

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium