Segunda, 24 de Janeiro de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

28°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Histórias do Piauí
Histórias do Piauí
Histórias que marcam o Estado.
Piauí Festejos São Pedro
22/06/2020 16h46
Por: Bruna Dias

Conheça a história de fé e devoção ao padroeiro de Boa Hora

O tradicional festejo de São Pedro, de Boa Hora-PI, teria início nesta sexta-feira (19/06) com procissão, missa e hasteamento do mastro com a bandeira contendo a imagem do padroeiro da cidade. No entanto, a pandemia provocada pelo novo coronavírus, fez com que a cerimônia fosse adiada e, segundo divulgado pelo padre Geraldo, pároco do município, tem previsão para acontecer de 19 a 29 de setembro, dependendo do cenário da doença.

Este ano, o Festejo tem como tema: Ano diocesano da partilha: O dízimo como expressão da fé. 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A data não poderia passar desapercebida e, o Portal Boa Hora traz algumas curiosidades sobre o início do festejo no município.

Há relatos de que o novenário em homenagem a São Pedro teve início no ano de 1993 e eram realizados pelas então catequistas Teresinha Carvalho, Sula e Maria Luiza.

“Nós demos início no ano de 1993. Antes, o padre de Barras, que era o José Lizardo, na época, vinha para Boa Hora no dia 29, data em que é comemorado o dia de São Pedro, rezava a missa pela manhã, fazia o leilão e retornava para Barras.  Mas nesse ano (1993), eu, Sula e Maria Luiza tivemos a ideia de criar um festejo, imitando o Nossa Senhora da Conceição, que era o de Barras”, diz Teresinha Carvalho.

Ela continua a história falando sobre como foram realizadas as primeiras novenas, que também foram organizadas pelo saudoso Jovem Gomes e sua irmã, Lucilene Fontenele.

“Nesse tempo, havia uma capelinha, mas nós não tínhamos a imagem de São Pedro, então, fomos até a casa da dona Vandir Arraes e pedimos a ela emprestado. Durante o dia, nós saímos na porta das pessoas com a imagem do santo e pedíamos esmolas. A noite, o terço era rezado pela dona Maria do Antenor e, logo em seguida o leilão era realizado, quem gritava era o senhor Chico Antenor. Durante os dias, o  jovem Gomes e sua irmã, Lucilene Fontinele, também se juntaram a nós e ajudaram no desenvolvimento do festejo e, assim seguimos por 10 noites. Na última noite, como de costume, o padre José Lizardo veio, rezou a missa e, logo após o leilão, tivemos apresentação de quadrilha e até uma festa dançante, realizada no clube cedido pelo senhor Raimundo Senador”, relembra.

Teresinha Carvalho ainda lembra que, antes disso, a senhora Vandir Arraes, também realizava uma comemoração em homenagem ao santo, antes do início oficial dos festejos.

Fonte: Portal Boa Hora
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp