Sábado, 24 de Julho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

28°

21° 34°

Teresina - PI

Últimas notícias
Geral Solidariedade
27/06/2020 21h22
Por: Cristina

Vendedor recebe R$ 108 mil em doações após ser humilhado por cliente

Um desabafo despretensioso nas redes sociais mudou a vida de um vendedor de salgados de Marília, cidade que fica a 436 quilômetros de São Paulo, do dia para a noite. A história dele gerou tanta comoção que uma vaquinha online feita já arrecadou R$ 108 mil em apenas três dias. A postagem feita por José Rafael Marciano, 32, foi feita logo após um cliente humilhá-lo por causa do atraso na entrega de uma encomenda de 54 salgados. O detalhe é que Rafael faz os produtos, mas ele tem apenas umas das mãos. O pedido foi feito às 9h da manhã e o combinado era que a entrega seria feita às 12h do mesmo dia.

"Como era a minha primeira encomenda, atrasei um pouquinho. Quando avisei que estava pronto, o cliente me falou barbaridades. Ele me chamou de vagabundo, me xingou e disse que eu não era profissional", contou ao UOL. Rafael ficou desesperado, afinal, os únicos R$ 60 que tinha na carteira foram usados para comprar os ingredientes da receita.

Vendedor recebe R$ 108 mil em doações após ser humilhado por cliente

Rafael ficou desesperado, afinal, os únicos R$ 60 que tinha na carteira foram usados para comprar os ingredientes da receita. "A gente ficou muito triste. Era o dinheiro pra dar de comer pras minhas meninas. Aí vem uma pessoa dessa e faz isso com a gente", desabafa Daiany Natal Maciel, 32, esposa de Rafael.

Continua depois da publicidade

Foi então que o salgadeiro teve uma ideia que diz muito sobre o caráter dele: "Conversei com a minha mulher e decidimos distribuir os salgados para moradores de rua da cidade". Após a boa ação, Rafael voltou para casa decidido a abandonar a profissão que tinha acabado de começar. "Eu chorei muito e decidi postar no Facebook para avisar que não iria mais vender para fora. No primeiro dia já levei uma dessas e pensei que aquilo não era o que Deus preparou para mim."

Em paralelo a tudo o que aconteceu, uma vaquinha virtual foi criada no dia 24. Em pouco mais de 72 horas, já foram arrecadados R$ 108 mil. "Jamais imaginei viver o que a minha família está vivendo. Quero investir em uma lanchonete e, quem sabe, conseguir comprar uma casa para a minha família", planeja Rafael.

Fonte: Uol
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp