Domingo, 09 de agosto de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Camanha ProPiauí Julho
vereadores[email protected]
(86) 99983-4382
Vereadores

Vereadores

Vereadores A coluna de notícias dos Vereadores

[email protected]

(86) 99983-4382

Piauí - Em Brasileira

Postada em 03/07/2020 ás 10h11 - atualizada em 03/07/2020 ás 10h14

Publicada por: Bruna Sampaio

Vereador acusado de desvio de merenda escolar desiste de candidatura
A justificativa oficial é que o vereador resolveu apoiar a cunhada Elizângela Melo
Vereador acusado de desvio de merenda escolar desiste de candidatura

Foto: Divulgação

O vereador Alenildo Melo anunciou na quarta feira (01/07), a desistência da candidatura para o pleito das eleições de 2020. A justificativa oficial é que o vereador resolveu apoiar a cunhada Elizângela Melo para ajudar na cota de mulheres no seu partido.

Mas segundo fontes da oposição, o nome de Alenildo Melo ficou muito desgastado com as denúncias de desvio da merenda escolar, tendo sido exposto diversas vezes pelo líder da situação vereador Gilson Borges em sessões da câmara, o que teria inviabilizado sua candidatura.

Entenda o caso:

A verdade é que foi ajuizado uma ação de improbidade administrativa contra o vereador Alenildo Melo, ele é acusado de desviar recursos no valor de R$ 86.575,47 da merenda escolar, quando foi secretário de educação do município na gestão da ex-prefeita Paula Araújo.

O secretário de educação na época era o atual vereador Alenildo, que teve que devolver aos cofres da união R$ 78.480,42 (setenta e oito mil, quatrocentos e oitenta reais e quarenta e dois centavos). A devolução do recurso para a União feita na época pelo secretário e, consequentemente, era o responsável pelo recebimento e distribuição da merenda escolar.

A constatação da veracidade da informação consta no processo 23034.043419/2017-11, da análise da prestação de contas do PNAE/2015, (Programa de Alimentação Escolar), em que ficou constatado no relatório da Controladoria Geral da União que foi apurado o pagamento de produtos alimentícios, que não foram entregues em sua totalidade às escolas, ocasionando um dano ao erário nos valores detalhados.

A devolução do dinheiro foi comunicado ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação mediante ofício 027/2019, protocolado em 09/04/2019, por meio do qual a prefeitura de Brasileira encaminhou o comprovante de recolhimento do valor", explica a assessoria jurídica do município de Brasileira.

Consta no processo de análise da prestação de contas da merenda escolar que o somatório das quantidades informadas nas guias de remessa de gêneros alimentícios para as escolas é inferior à soma das quantidades atestadas nas notas fiscais de aquisição.

Fonte: Voz do Piauí

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium