Sexta, 07 de agosto de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Camanha ProPiauí Julho
[email protected]
86 9 9834-2372
R10 Utilidade Pública

R10 Utilidade Pública

Utilidade pública Tudo sobre utilidade pública.

[email protected]

86 9 9834-2372

Brasil - Cobrança

Postada em 03/07/2020 ás 10h23 - atualizada em 03/07/2020 ás 10h27

Publicada por: Bruna Sampaio

Caixa cobra pagamentos do Minha Casa Minha Vida a pessoas de baixa renda
Faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida já beneficiou 1,4 milhão de brasileiros em 10 anos
Caixa cobra pagamentos do Minha Casa Minha Vida a pessoas de baixa renda

Foto: Divulgação

Muitos brasileiros tiveram uma pausa nos pagamentos de prestações da casa própria, o que foi um alívio durante a crise provocada pelo coronavírus. Porém, os beneficiários do Minha Casa Minha Vida que estão na faixa 1, voltada às famílias mais carentes (com renda mensal até R$ 1,8 mil) não contam com essa ajuda. Mesmo com a redução drástica em sua renda, eles continuam sendo cobrados pelo pagamento das prestações, que variam de R$ 80 a R$ 270.

A faixa 1 do Minha Casa Minha Vida já beneficiou 1,4 milhão de brasileiros em cerca de dez anos de programa. Milhares de pessoas ainda pagam suas parcelas mensais do programa. As informações são do Estadão.

É o caso da vendedora de roupas Rivonia Rosa, de 46 anos, que perdeu toda a renda no início da pandemia, mas continuou recebendo a fatura de R$ 113,41 do financiamento de sua casa no Condomínio Dandara, em São Paulo. Tentou contato com a Caixa por telefone, e algumas amigas foram a uma agência da instituição para tentar resolver o problema.

Após diversas tentativas, ela ouviu da Caixa que não havia suspensão da prestação para a faixa 1 do programa. “Sabe uma pessoa que ficou em desespero?”, conta.

Hipertensa e, portanto, integrante do grupo de risco da doença, Rivonia chegou a ficar com três parcelas do financiamento atrasadas, além de contas de luz e gás. O auxílio emergencial de R$ 600 não foi suficiente para cobrir todas as despesas – além do financiamento, tem o condomínio, que custa cerca de R$ 160. “É melhor ficar endividada e com o nome negativado do que morrer”, diz.

Fonte: Metrópoles

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium