Quarta, 22 de Setembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

31°

23° 38°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Utilidade Pública
R10 Utilidade Pública
Tudo sobre utilidade pública.
Brasil Já são 18 serpentes
11/07/2020 09h49 Atualizada há 1 ano
Por: Bruna Sampaio

Polícia localiza mais uma cobra de jovem picado por Naja

Policiais civis da 14ª Delegacia de Polícia (Gama), em operação de cumprimento de mandado de busca e apreensão na manhã deste sábado (11/7), localizaram e apreenderam mais uma cobra do estudante de medicina veterinária picado por uma cobra Naja na última terça-feira (7/7).

Segundo informações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o animal estava escondido em um apartamento no Guará II, onde também foram localizados diversos ratos que seriam criados para servir de alimento à cobra. Um casco de tatu também acabou apreendido.

DIVULGAÇÃO/PCDF
DIVULGAÇÃO/PCDF

No local, havia um aviso na caixa da cobra com os seguintes dizeres: “Não mexa, não abra, não troque de lugar, não trisque, não esbarre. Acidentes acontecem, por isso, mantenha distância.”

Continua depois da publicidade

De acordo com apuração preliminar, os animais teriam sido deixados no apartamento pelo amigo do jovem que sofreu o acidente com a serpente. O mesmo colega que também estaria vinculado à ocultação das outras 17 serpentes localizadas em várias regiões do DF nos últimos dias. A ação foi batizada de Operação Snake.

O imóvel alvo das buscas estava desocupado e sob a responsabilidade de um servidor do poder Judiciário. Ele foi conduzido à unidade policial para prestar esclarecimentos.

Entenda

O estudante de medicina veterinária Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, de 22 anos, acordou do coma no final da tarde desta quinta-feira (9). Ele foi picado por uma naja na última terça-feira (7) e internado em estado grave no Distrito Federal. A polícia investiga que ele esteja envolvido no tráfico internacional de animais. 

Fonte: Metrópoles
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp