Domingo, 09 de agosto de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
[email protected]
86 9 9834-2372
R10 Pet

R10 Pet

R10 Pet Tudo sobre o mundo dos pets.

[email protected]

86 9 9834-2372

Entretenimento - Dicas

Postada em 31/07/2020 ás 10h40

Publicada por: Francine Dutra

Saiba como reduzir o estresse do seu cão na volta da rotina de trabalho
A veterinária Priscila Brabec listou quatro dicas que irão ajudar o seu bichinho.
Saiba como reduzir o estresse do seu cão na volta da rotina de trabalho

Foto: Reprodução

Os cães são animais extremamente sociáveis, e adoram a companhia dos donos. Por isso ficar longe deles após o isolamento, período onde a maioria ficou mais tempo com os tutores, pode ser um verdadeiro desafio para os pets, que podem sentir medo e desconforto diante dessa nova situação.

O ideal é que o animal seja acostumado desde o isolamento a ficar um pouco longe dos tutores. Para isso, algumas medidas podem ser adotadas pelo dono do animal. Dessa forma, ele aprenderá que não é preciso ter medo de ficar sozinho.

Junto com a médica veterinária e Gerente de Produtos da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec, trouxemos quatro dicas para você ajudar os cães a lidarem com a situação desde já.

1 – Aposte nos brinquedos

Os brinquedos inteligentes são ótimos aliados para distrair os cães, especialmente quando eles estão sozinhos. Existem itens especiais que permitem deixar petiscos escondidos, o que garante também entretenimento para eles. Outra dica é separar alguns apenas para esse momento, dessa forma a novidade do brinquedo estimulará a distração do pet.

2 – Atenção especial aos filhotes

No período de isolamento muitas famílias ganharam um novo membro, os filhotes. Porém esses animais, que antes estavam na companhia do tutor por longos períodos, precisam entender que ficar parte do tempo sozinhos também faz parte da rotina. Como esses pets têm muita energia e costumam ser curiosos o ideal é deixá-los em uma área restrita da casa, onde tenham acesso ao banheiro, comida/água e brinquedos.

3 – Saída tranquila, sem ansiedade

O tutor deve evitar realizar passeios exagerados com o cão, pois esse comportamento poderá gerar ansiedade no animal com o tempo. O ato de sair de casa deve ser tratado como parte da rotina, assim o pet entenderá que aquela é uma situação normal. O ideal é tratar as saídas e o retorno para casa com o máximo de naturalidade possível, dessa forma o pet não ficará tão ansioso pelo retorno do tutor.

4 – Considerar utilizar um análogo sintético do odor materno canino no ambiente.

Em todas os momentos desafiadores para os cães, o uso de um odor específico pode ajudar na adaptação e transmitir a sensação de conforto, segurança e bem estar para eles. Uma alternativa é o análogo sintético do odor materno canino que é vendido como difusor ou spray em petshops. Ele tem um cheiro que é detectado e reconhecido apenas pelo cão quando presente no ambiente e pode ajudar em sua adaptação.

Fonte: GShow

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium