Sábado, 08 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

30°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Ilizianny
Ilizianny Correspondente do município de Floriano
Cidades Floriano
01/08/2020 21h12
Por: Ilizianny

Centro de Referência para Síndromes Gripais supera 6 mil atendimentos

Foto: Secom
Foto: Secom

O Centro de Referência para Síndromes Gripais – UBS Funasa, registrou mais um recorde de atendimentos nesta semana. Desde o início da pandemia, o local que foi pioneiro nacionalmente no atendimento precoce a Covid-19, já realizou quase 6 mil atendimentos.

Os dados contabilizados pela equipe técnica, apontam que apenas nesta semana, 750 pessoas passaram pela central de referência. Segundo o Secretário de Saúde de Floriano, James Rodrigues, isso mostra a ideia adotada há alguns meses foi acertada, pois o município conseguiu se organizar para receber o aumento no fluxo de síndromes gripais ocasionadas pelo novo coronavírus.

O relatório aponta ainda que mais de 140 casos confirmados para a doença foram testados na unidade. “Neste momento nós só podemos pedir a comunidade que permaneça em casa seguindo as medidas de isolamento, evitando aglomerações desnecessárias, visitas ou festas particulares”, disse Kívia Resende, diretora técnica da unidade.

Continua depois da publicidade

“Nós estamos fazendo nossa parte. A equipe da Funasa trabalha mais de 12 horas por dia, cinco dias por semana e com previsão de estender esse atendimento aos sábados e não vamos parar. Mas precisamos do apoio incondicional de toda a população”, disse James Rodrigues.

Além de equipe técnica completa com médicos, enfermeiros e técnicos das 7 da manhã às 7 da noite, a Funasa oferece testagem rápida que pode ser solicitada pelo profissional médico, além do exame de eletrocardiograma.

PROTOCOLO FLORIANO

A cidade de Floriano foi pioneira no Brasil a ofertar na rede de Atenção Básica do município a cloroquina e azitromicina, medicação utilizada no tratamento da Covid-19. Desde o início da implantação do protocolo até o dia 18 de junho, 64 pacientes aceitaram passar pelo tratamento.

A preocupação das autoridades de saúde é garantir o tratamento já nos primeiros sintomas e assim barrar o agravamento da doença. “A medida tem como principal objetivo diminuir o número de pessoas internadas nas UTIs do Tibério Nunes. Por exemplo, de todos aqueles que foram tratados com o protocolo, apenas três tiveram agravamento, mas não chegaram a ser internados em UTIs e já receberam altas clinicas”, disse James Rodrigues.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp