Domingo, 09 de agosto de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Camanha ProPiauí Julho
iliziannycs[email protected]
Floriano

Floriano

Ilizianny de Carvalho Correspondente do município.
Cidades - Floriano

Postada em 01/08/2020 ás 21h12

Publicada por: Ilizianny de Carvalho

Centro de Referência para Síndromes Gripais supera 6 mil atendimentos
A equipe da Funasa trabalha mais de 12 horas por dia, cinco dias por semana.
Centro de Referência para Síndromes Gripais supera 6 mil atendimentos

Foto: Secom

O Centro de Referência para Síndromes Gripais – UBS Funasa, registrou mais um recorde de atendimentos nesta semana. Desde o início da pandemia, o local que foi pioneiro nacionalmente no atendimento precoce a Covid-19, já realizou quase 6 mil atendimentos.

Os dados contabilizados pela equipe técnica, apontam que apenas nesta semana, 750 pessoas passaram pela central de referência. Segundo o Secretário de Saúde de Floriano, James Rodrigues, isso mostra a ideia adotada há alguns meses foi acertada, pois o município conseguiu se organizar para receber o aumento no fluxo de síndromes gripais ocasionadas pelo novo coronavírus.

O relatório aponta ainda que mais de 140 casos confirmados para a doença foram testados na unidade. “Neste momento nós só podemos pedir a comunidade que permaneça em casa seguindo as medidas de isolamento, evitando aglomerações desnecessárias, visitas ou festas particulares”, disse Kívia Resende, diretora técnica da unidade.

“Nós estamos fazendo nossa parte. A equipe da Funasa trabalha mais de 12 horas por dia, cinco dias por semana e com previsão de estender esse atendimento aos sábados e não vamos parar. Mas precisamos do apoio incondicional de toda a população”, disse James Rodrigues.

Além de equipe técnica completa com médicos, enfermeiros e técnicos das 7 da manhã às 7 da noite, a Funasa oferece testagem rápida que pode ser solicitada pelo profissional médico, além do exame de eletrocardiograma.

PROTOCOLO FLORIANO

A cidade de Floriano foi pioneira no Brasil a ofertar na rede de Atenção Básica do município a cloroquina e azitromicina, medicação utilizada no tratamento da Covid-19. Desde o início da implantação do protocolo até o dia 18 de junho, 64 pacientes aceitaram passar pelo tratamento.

A preocupação das autoridades de saúde é garantir o tratamento já nos primeiros sintomas e assim barrar o agravamento da doença. “A medida tem como principal objetivo diminuir o número de pessoas internadas nas UTIs do Tibério Nunes. Por exemplo, de todos aqueles que foram tratados com o protocolo, apenas três tiveram agravamento, mas não chegaram a ser internados em UTIs e já receberam altas clinicas”, disse James Rodrigues.

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium