Sexta, 18 de setembro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Camanha ProPiauí Julho
[email protected]
86 99906-7459
Professor Sucupira

Professor Sucupira

Professor Sucupira Coluna do Professor Sucupira

[email protected]

86 99906-7459

Internacional - Mundo pós pandemia

Postada em 11/08/2020 ás 07h39 - atualizada em 11/08/2020 ás 07h45

Publicada por: Professor Sucupira

O NOVO NORMAL
Está chegando?
O NOVO NORMAL

No início do século XXI, o mundo está a mudar e a transformar através da imposição de um microrganismo — o coronavírus — que por ser novo, o nosso organismo não possui defesa natural e por isso, é perigoso. Não há vacina, é altamente contagioso. Neste momento estamos assistindo uma corrida pela produção da primeira vacina no Reino Unido, China, Rússia... Ainda bem. É uma corrida que nos deixa esperançoso e feliz porque as transformações que esse vírus está impondo na economia, política, negócios, diplomacia, relações interpessoais com consequente mudança na dinâmica do espaço urbano foi rápida e impactante. Estamos ávido para um retorno de um novo normal

Sabe... Um aluno que assistia a minha aula on-line escreveu, via whatsApp, após o termino da mesma: “Professor, quanto voltarmos ao normal irei valorizar cada minuto da aula presencial, a aula virtual não é a mesma coisa”. Fiquei a pensar se essa dinâmica anterior ao novo coronavírus voltará. Uma das coisas que mais gosto é ir à casa de minha mãe no final de semana e pedir uma bença e tomar café com ela e com meu pai — ambos tem mais de 70 anos e hipertensos (que formam o grupo de risco) — mas, não estou a ir devido à porra do coronavírus. Em casa, com minha esposa e filhas o isolamento social nos trás preocupação, mas juntos estamos fazendo o que tem que ser feito para superar as limitações imposta pelo o microrganismo ocupando o tempo com muitas conversas, gravações On line, brincadeiras, filmes na netflix e quebra-cabeças inúmeras peças.

Tão cedo não voltaremos ao velho normal, pois de acordo com a OMS, esse processo durará uns dois anos. Mesmo passados os dois anos, o que será esse normal? O normal será uma maior relação virtual? O normal será as festas de aniversário sem avós, tios e tias, primos e primas, amigos e amigas? O normal será cumprimentar os amigos sem o abraço, mas com o cotovelo? O normal será andar de máscara? O normal será assistir jogos nas arenas e ginásios vazios? O normal será limitar as visitas em nossas casas? O normal será limitar no máximo, o mínimo de alunos em salas de aula? Que porra! Será que os ambientes vazios ou com poucas pessoas irá se sobrepuser aos espaços cheios?

Questionamentos surgiram neste momento do novo coronavírus pelo mundo e estamos buscando nos adaptar, pois somos capazes de nos adaptar e criar mecanismos de sobrevivência. Então... O que mudará? Questões ainda estão e ficarão em aberto e, assim sendo, uma das várias reflexões sobre este momento nos leva a perceber que a felicidade na vida não está na riqueza material que foi sendo moldada e imposta pelo mercado — onde as pessoas são medidas pelos bens que acumulam ao longo da vida e não pelo que ela é — mais sim, pelo sentido de humanidade, no ser humano e no que é imaterial que produz o bem estar. O novo coronavírus nos fez ver isso, pois, a vida é simplesmente um sopro. Será que esse novo normal, fruto de uma imposição de um pequeníssimo vírus, nos ensinou algo mais para que esse novo normal venha ser melhor e tornar o mundo melhor em suas diversas relações

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium