Quarta, 23 de setembro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Governo Setembro
[email protected]
86 9 9834-2372
Saúde

Saúde

R10 Saúde Encontre aqui notícias sobre saúde e bem-estar.

[email protected]

86 9 9834-2372

Internacional - Covid-19

Postada em 17/08/2020 ás 12h01 - atualizada em 17/08/2020 ás 12h20

Publicada por: Francine Dutra

China aprova primeira patente para vacina contra coronavírus
O imunizante da empresa CanSino Biologics passará por testes em diversas partes do mundo.
China aprova primeira patente para vacina contra coronavírus

Foto: Reprodução

A farmacêutica chinesa especializada em vacinas CanSino Biologics obteve a aprovação de patente do governo de Pequim para sua vacina contra a Covid-19, de nome Ad5-nCOV, informou a imprensa local, citando documentos da agência reguladora de propriedade intelectual do país. Trata-se da primeira patente de vacina contra o coronavírus concedida pela China, informou o jornal estatal People’s Daily no domingo 16.

O jornal citou documentos publicados pela Administração Nacional de Propriedade Intelectual da China, dizendo que a patente foi emitida em 11 de agosto. A Ad5-nCOV é uma das candidatas chinesas na busca por uma vacina eficaz contra a Covid-19.

Testes e ações

A Arábia Saudita disse este mês que planeja iniciar os testes clínicos de fase 3 do medicamento, que inclui a testagem em milhares de voluntários. A CanSino disse que também está em negociações com a Rússia, Brasil e Chile para aplicar os testes da mesma fase.

As ações da CanSino em Hong Kong subiram cerca de 14% na sessão da manhã de segunda-feira. Em Xangai a alta foi de 6,6% a partir do meio-dia.

Outras vacinas no páreo

Esta não é a única vacina lançada por um laboratório chinês para conter a Covid-19. Há, pelo menos, outras duas em estágio avançado. Uma delas, desenvolvida pelo Grupo Farmacêutico Nacional da China (Sinopharm) foi capaz de produzir anticorpos em testes clínicos iniciais e intermediário, segundo anúncio recente. Outro é o fármaco da Sinovac Biotechs, que passa em testes pelo Brasil em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo. O medicamento também apresentou resposta imune em testes iniciais e passa por testagem em 9.000 voluntários brasileiros. A previsão do Butantan é que — caso tudo corra dentro do esperado — o medicamento esteja liberado até o início de 2021.

Fonte: Veja

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium