Quarta, 23 de setembro de 2020
86 9 9834-2372
Receba notícias pelo WhatsApp WhatsApp
Educa Mais Full Banner
[email protected]
86 9 9834-2372
Saúde

Saúde

R10 Saúde Encontre aqui notícias sobre saúde e bem-estar.

[email protected]

86 9 9834-2372

Saúde - Infecção

Postada em 14/09/2020 ás 17h23

Publicada por: Marina Sousa

Candidíase em homem: coceira e inchaço no pênis são sintomas; saiba tratar
Apesar de não ser tão comum quanto em mulheres, também acomete muitos homens.
Candidíase em homem: coceira e inchaço no pênis são sintomas; saiba tratar

Foto: Reprodução/Freepik

Os primeiros sinais da candidíase em homens podem assustar: ao ver alterações como bolinhas e vermelhidão na genitália, muitos pensam se tratar de uma IST (infecção sexualmente transmissível). Mas o quadro não tem relação direta com a atividade sexual e existem tratamentos simples para controlar os sintomas.

Apesar de não ser tão comum quanto em mulheres, também acomete muitos homens. A infecção é causada pela Candida albicans, que assim como outros fungos faz parte do ambiente natural da genitália. "Mudanças como alteração no Ph, hiperglicemia, falta de higiene, aumento da temperatura e do suor podem causar a proliferação do fungo, causando o quadro", aponta Antônio Modesto, médico de família e comunidade e coordenador do Grupo de Trabalho de Saúde dos Homens da SBMFC (Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade).

Os homens também podem ter candidíase oral, mas o quadro é mais comum em crianças. "Em adultos, significa que o sistema está imunodepressivo, como em pacientes com HIV ou em pessoas que usam remédios orais que diminuem a defesa local, como a bombinha para asma, especialmente se a higiene for ruim", explica Modesto.

Sintomas da candidíase genital em homens

Vermelhidão

Fissura Pele do prepúcio rachada e dolorida

Ardência

Coceira

Placas brancas

Dificuldade para urinar

Dificuldade em ter relações sexuais

 

Fatores que facilitam o aparecimento da candidíase no pênis

Diabetes mellitus

Uso de fraldas em bebês ou idosos (por aumentar a umidade do local)

Má higiene do pênis

Quimioterapia (por prejudicar a imunidade)

Doenças imunossupressoras, como HIV Uso de glicocorticoides ou outras fármacos imunossupressores

Uso recente de antibióticos (por eliminarem bactérias que antes competiam por alimentos com os fungos)

Tratamento e prevenção

O tratamento é feito com antifúngicos orais e uso de pomadas. "Hábitos que dificultam a proliferação, como dormir sem roupa de baixo, ter boa higiene apesar do desconforto e atentar-se a umidez na região", indica Carlos Ricardo Doi Bautzer, membro do Núcleo Avançado de Urologia do Hospital Sírio Libanês (SP) e Urologista da Clínica Medicina da Mulher. Outra forma de evitar é ser exigente com a roupa de baixo: não use sungas ou cuecas emprestadas e prefira peças de algodão em vez de tecidos sintéticos, que proporcionam menor ventilação.

Complicações são raras, mas podem ocorrer

É raro que a candidíase leve a um quadro mais grave. No entanto, se não houver tratamento e não for feita a higiene correta, é possível que o paciente tenha uma infecção secundária a partir da área que, por ficar fica ferida e inchada, dificulta a possibilidade de uma boa limpeza.

É possível que a infecção seja transmitida durante a relação sexual?

Não é uma transmissão exclusivamente por sexo. No entanto, para pessoas que já apresentavam algum fator de risco, a relação sexual com uma parceira ou parceiro que possuíam o quadro ou maiores quantidades do fungo, as chances de infecção são maiores.

Campanha pela higiene

O Instituto Lado a Lado pela Vida, idealizador do Movimento Novembro Azul, criou uma campanha bem-humorada no Instagram chamada de 'Lave o Dito Cujo'.

O projeto visa conscientizar os homens brasileiros, de maneira lúdica, mas sempre com a seriedade que o assunto exige, sobre a importância da higiene diária do membro, essencial para evitar o câncer de pênis, que anualmente faz com que cerca de 1.600 homens tenham de amputar o pênis no Brasil. A ação criou um calendário ilustrado com os nomes populares do órgão masculino.

Fonte: Viva bem

O conteúdo divulgado aqui neste espaço através de fotos, textos, vídeos e/ou opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo divulgado não expressa e não mantém nenhuma relação com a linha editorial e a visão do PortalR10.
R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
Jornal Portal R10
Últimas
Mais lidas da semana
TV R10
© Copyright 2020 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium