Terça, 20 de Outubro de 2020
86 9 8877-6606

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 98877-6606

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

30°

24° 40°

Teresina - PI

Últimas notícias
Curiosidades
Curiosidades
Coluna de notícias curiosas.
Geral Revoltante
16/09/2020 15h06
Por: Marina Sousa

Vídeo: Homem se recusa a usar máscara e vandaliza sorveteria

Ao ser solicitado para utilizar a máscara corretamente, ele xingou e ainda destruiu equipamentos.

Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

Um homem, identificado como Rodrigo Ferronato, foi flagrado agredindo verbalmente Pollyanna Reis, dona de uma sorveteria em Campinas, no interior de São Paulo, após ela solicitar o uso correto da máscara para o cliente.

O caso aconteceu no último sábado, 12. O homem ofendido, agrediu verbalmente a proprietária e ainda tentou dar um tapa na mão da vítima. Além disso, ele quebrou equipamentos do local.  Ao sair, ainda ameaçou: “Fica olhando e você vai ver o que você vai arrumar”.

Em Campinas, assim como em grande parte dos municípios brasileiros, é obrigatório o uso de máscaras em comércios e vias públicas. Em hipótese de funcionários e clientes não utilizarem o equipamento de proteção, a empresa pode ser multada e tem risco de inclusive ser fechada pela Prefeitura.

Boletim de ocorrência

No vídeo gravado por outros clientes presentes no local, dá pra ver perfeitamente ele extremamente nervoso com a máscara no pescoço. A dona, que ficou desesperada no momento, começou a gritar palavras de ordem para ele sair do estabelecimento. Foi aí que ele ficou mais bravo, saiu chutando tudo e intimida a mulher novamente: “”Faz alguma coisa para ver se eu não quebro a sua cara, fala um ‘A’ pra você ver o que eu não faço”.

“Eu nunca imaginei que isso aconteceria. Nós estamos com restrição de acesso. Atendendo uma família por vez, quando ele se aproximou para fazer o pagamento eu pedi educadamente para ele colocar a máscara corretamente. Ele se recusou, eu insisti, e depois eu me recusei a atender. Depois disso ele começou a se revoltar, pegou o telefone para ligar pra polícia, queria me gravar, começou a me ofender e a quebrar as coisas”, declarou Pollyanna ao ACidadeON.

A proprietária do estabelecimento reuniu todas as provas e abriu um boletim de ocorrência sobre o caso.

Fonte: Catraca livre
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®