Quarta, 28 de Outubro de 2020
86 9 8877-6606

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 98877-6606

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

36°

25° 37°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 LGBT
R10 LGBT
Últimas e principais notícias sobre LGBT.
Entretenimento Novidade
21/09/2020 13h23
Por: Francine Dutra

Cantor Harry Styles negocia estrelar em romance gay da Amazon

A história se passa na Inglaterra em uma época que a homossexualidade era considerada crime.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

De acordo com informações apuradas pelo Deadline, Harry Styles e Lily James estariam negociando a produção de um filme baseado no livro My Policeman, de Bethan Robers. Informações preliminares indicam que o diretor será Michael Grandage, de O Mestre dos Gênios, e o roteirista será Ron Nyswaner, indicado ao Oscar pelo roteiro de Filadélfia.

A história gira em torno de Patrick e Tom, dois homens gays que se relacionaram em uma época em que homossexualidade era crime, nos anos de 1950. O idoso Tom, já no final dos anos de 1990, reencontra Tom e ambos revivem suas memórias.

A produção está marcada para começar em 2021. Anteriormente, em fevereiro, Harry Styles foi visto com o livro de Bethan Roberts no bolso, indicando que já havia negociações.

Continua depois da publicidade

MY POLICEMAN – O LIVRO

Lançado em 2012, o My Policeman se passa em Brighton, na Inglaterra, e conta a história de Tom Burgess, um policial que é gay. Marion, uma professora, sem saber da orientação sexual de Burgess, acaba se apaixonando por ele, e o mesmo acontece com Patrick, que trabalha em um museu.

Devido a pressão social da época, Tom e Marion acabam se casando, apesar de que o verdadeiro amor dele é o Patrick. Em determinado momento, Marion começa a desconfiar dos verdadeiros sentimentos do marido.

Continua depois da publicidade

O livro recebeu boas notas da imprensa, sendo considerado uma história “fluida” em que iniciamos e não temos mais vontade de parar de ler. Além disso, mesmo sendo uma ficção, retrata um período histórico e possui uma “estrutura sólida”, dando a impressão de que aquela narrativa poderia acontecer.

Na Inglaterra, relações homoafetivas eram consideradas crimes até o ano de 1967. Em 2016, o secretário de Justiça britânico, Sam Gyimah, defendeu que é muito importante dar “o perdão” às pessoas que foram condenadas por “crimes sexuais”, já que hoje em dia elas seriam inocentes de qualquer penalidade.

Fonte: Gay Blog
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®