Terça, 27 de Outubro de 2020
86 9 8877-6606

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 98877-6606

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

32°

25° 37°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Auto
R10 Auto
Confira todas as notícias sobre carros, motos, lançamentos, além de segredos e guia de compras.
Entretenimento Cuidando do carro
22/09/2020 16h34 Atualizada há 1 mês
Por: Thiago Santos

Por que acessórios não oficiais podem detonar o carro e causar prejuízo; entenda

Instalar som potente por exemplo, sem adequação do veículo pode ser um inimigo para seu carro.

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

A instalação de sistemas de som potentes e outros acessórios é uma prática bastante adotada para incrementar e trazer mais funcionalidades ao veículo.

No entanto, os carros são projetados para lidar com uma determinada demanda por energia elétrica e os novos equipamentos podem danificar ou encurtar a vida útil de uma série de componentes.

De acordo com Erwin Franieck, mentor de tecnologia e inovação em engenharia avançada da SAE BRASIL, a primeira orientação é escolher acessórios homologados pela montadora - específicos para determinado modelo, eles também não comprometem a garantia de fábrica.

Continua depois da publicidade

Outra recomendação, caso o serviço não seja feito em concessionária, é recorrer a um profissional qualificado, capaz de fazer a adequação do sistema elétrico para receber os novos itens - caso seja necessário.

Segundo Franieck, ignorar esses cuidados é um dos maiores vilões quando se trata da integridade de um automóvel. O especialista destaca que equipamentos de som, alarmes e outros dispositivos "genéricos" são capazes de sobrecarregar todo o sistema.

Além disso, alguns desses acessórios continuam ativos mesmo quando o carro está desligado, agravando a situação. O efeito mais óbvio é a redução da vida útil da bateria, que passa a reter cada vez menos carga e pode "arriar".

Continua depois da publicidade

Contudo, antes de a bateria pifar de vez, há outras consequências. "Ao reter menos carga, a bateria fornece menos tensão e sobrecarrega o alternador e a respectiva correia. Também ocorre maior variação de tensão no sistema. Isso eleva a incidência de pane elétrica, acompanhada por danos a uma série de componentes", alerta Franieck.

De acordo com o engenheiro, peças como lâmpadas, ventoinha, motor de arranque e o próprio alternador podem ter a durabilidade seriamente comprometida.

Fonte: Bol
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®