Quarta, 14 de Abril de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

26°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Radar Político
Radar Político
Últimas notícias, entrevistas, reportagens e análises sobre o que acontece na política.
Política Política
24/09/2020 17h12
Por: Bruna Sampaio

MPF investiga suposto uso indevido de passaporte diplomático por Weintraub

RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES
RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

Tribunal de Contas da União (TCU) enviou documentos para o Ministério Público Federal investigar se Abraham Weintraub, ex-ministro da Educação, fez uso indevido do passaporte diplomático para entrar nos Estados Unidos.

Os dados foram enviados ao MPF, pois o TCU entende que a questão do uso do passaporte foge competência por não estar direcionada diretamente à gestão de bens, dinheiros e valores públicos.

Weintraub tinha direito ao passaporte diplomático enquanto ocupava o cargo de ministro. Porém, ele pediu para ser exonerado do cargo em junho, um dia antes de pousar nos EUA.

Continua depois da publicidade

O desvio de finalidade no uso do passaporte diplomático pode configurar ato de improbidade administrativa que viola os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições. O uso desse tipo de passaporte confere benefícios e deve estar restrito àqueles que exercem função de representação do Brasil no exterior.

O TCU afirma ainda no relatório que o uso do documento não pode ser justificado em decorrência do cargo de diretor do Banco Mundial que o ministro veio a assumir, pois o órgão tem documento próprio.

“Os funcionários do Banco Mundial utilizam documento diplomático especial, denominado United Nations Laissez-Passer (UNLP)”, justifica o órgão.

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) foi quem provocou a investigação contra o ex-ministro e chegou a pedir a apreensão do passaporte de Weintraub antes que ele partisse para Washington.

Fonte: Metropoles
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®