Sexta, 30 de Outubro de 2020
86 9 8877-6606

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 98877-6606

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

35°

25° 38°

Teresina - PI

Últimas notícias
Educa Mais Brasil
Educa Mais Brasil
Notícias sobre inclusão educacional.
Educação Dia do Rádio
25/09/2020 15h50 Atualizada há 1 mês
Por: Bruna Sampaio

Profissionais contam como o rádio e a internet podem ser aliados

Comunicação: o rádio se adapta e atinge grandes audiências.

Jefferson Beltrão Foto: Arquivo Pessoal
Jefferson Beltrão Foto: Arquivo Pessoal

Hoje, 25 de setembro, é celebrado o Dia Nacional do Rádio. Essa data é comemorada para lembrar o nascimento de Roquette-Pinto, considerado o pai da radiodifusão no Brasil. Companheiro de longas datas de toda a população, o rádio tem o poder de despertar a emoção e a imaginação dos ouvintes, além de ser fonte de informação e diversão. Entre os meios de comunicação tecnológicos atuais, o rádio se adapta e atinge grandes audiências sendo ferramenta de apoio na comunicação, nos debates e na promoção cultural. 

“O rádio tem a característica de ser companheiro do ouvinte, estimula a criatividade, a imaginação e isso se torna um hábito. Já tive a experiência de encontrar alguém e saber que ela me ouvia desde criança e isso é extremamente gratificante para o profissional do rádio”, conta o radialista e jornalista Jefferson Beltrão. 

O desafio dos radialistas é enorme, pois a internet é, hoje, o meio de comunicação mais consumido no mundo. Mas se engana quem acha que o rádio perdeu seu espaço. É preciso se reinventar para conquistar, cada vez mais, as pessoas. “A gente, hoje, está no ar, mas convergindo o tempo todo com as demais plataformas. De fato, você, hoje, precisa estar na internet também, mas o rádio ainda tem um “Q” de magia que seduz as pessoas”, opina Beltrão. 

Continua depois da publicidade

O radialista que conta com mais de 42 anos de carreira e passagens por diversas emissoras de rádio, viu o meio de comunicação que ganhou seu coração se adequar às mudanças e inovações tecnológicas ao longo dos anos, mas não vê a extinção do rádio e, sim, a unificação com a internet. “Eu não acredito no fim do rádio enquanto um veículo que utiliza o áudio para se comunicar. Pode ser que até por questões de custos altos com aparatos tecnológicos ou para manter o transmissor funcionando, no futuro, a médio e longo prazo, o rádio seja só digital. Fazer uma rádio web é mais em conta, pois qualquer um pode ter uma rádio transmitida na internet”, conclui Jefferson. 

O amapaense Chico Terra viu na rádio web um meio de propagar informação. Com o auxílio de um computador antigo, nascia o www.chicoterra.com, site onde está hospedada há vinte anos a Amazônia Brasil Rádio Web. O veículo de comunicação dá voz a manifestações indígenas, músicos locais e diversas intervenções culturais. “A independência e a ética são os maiores desafios da área, é preciso ser parceiro da sociedade”, revela Chico. 

Chico Terra - Arquivo pessoal
Fonte: Agência Educa Mais Brasil
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®