Sábado, 31 de Outubro de 2020
86 9 8877-6606

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 98877-6606

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

31°

23° 38°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Pet
R10 Pet
Tudo sobre o mundo dos pets.
Entretenimento Pet em ação
25/09/2020 16h15
Por: Thiago Santos

Conheça Magawa, o rato farejador que ganhou um prêmio de bravura animal

Magawa, de cinco anos, tem uma habilidade fantástica de farejar minas terrestres e munições não deto

Foto: Reprodução/Divulgação
Foto: Reprodução/Divulgação

Um rato africano gigante se tornou um herói e até ganhou um prêmio de bravura animal, o equivalente ao da maior honra civil que é dada no Reino Unido, a Cruz de Jorge. Isso porque Magawa, de cinco anos, tem uma habilidade fantástica de farejar minas terrestres e munições não detonadas.

A honraria foi concedida pela organização veterinária britânica PDSA, nesta sexta-feira (25/9). Magawa ganhou uma medalha de ouro pela “bravura salvadora e devoção ao dever”, que transformou a vida das pessoas no Camboja.

Continua depois da publicidade

Morador da cidade de Siem Reap, no Camboja, Magawa é o primeiro rato a receber a honraria nos 77 anos em que a premiação é realizada. Cães, gatos e até mesmo um pombo já foram condecorados.

“Herorat”

A instituição de caridade belga APOPO treinou o animal na Tanzânia. Desde então, o rato herói farejou 39 minas terrestres e 28 itens de munições não detonadas, tornando-o o “HeroRAT” (Rato herói) de maior sucesso da organização.

Continua depois da publicidade

O diretor-geral da PDSA ressaltou que o trabalho do roedor é único e notável. “Magawa salva e muda diretamente a vida de homens, mulheres e crianças que são afetados por essas minas terrestres.” Na região, milhões de minas foram colocadas entre 1975 e 1998.

Magawa foi adaptado a detectar o composto químico dentro dos explosivos. Quando arranha a terra e mostra onde o explosivo está, ele é recompensado com guloseimas saborosas — bananas e os amendoins preferidos.

Grande o suficiente para vasculhar vastas áreas preso a uma coleira, ele é leve da forma ideal para não detonar as minas, o que torna seu serviço essencial. Hoje, a APOPO tem 45 ratos farejadores de minas terrestres e 31 detectando tuberculose na África e na Ásia.

Continua depois da publicidade
Fonte: Metrópoles
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®