Domingo, 25 de Julho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

32°

21° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
Geral Entrevista
14/03/2018 15h47 Atualizada há 3 anos
Por: Bruna Sampaio

Escritor piauiense Alexandre Nolleto fala sobre arte e poesia nas redes sociais

“Ser livre é praticar a arte do ‘tanto faz’ para a opinião alheia”.  Essa e outras poesias que falam de amor, motivação, espiritualidade, sucesso, são conteúdos produzidos e compartilhados em rede social pelo escritor piauiense Alexandre Nolleto. 

Natural de Teresina, Alexandre contou em entrevista ao portal R10 que começou a escrever há pouco mais de um ano e, a partir de então, os versos curtos viraram fenômeno e viralizaram na rede. 

Escritor piauiense Alexandre Nolleto fala sobre arte e poesia nas redes sociais

“Comecei a escrever no início de dezembro de 2016. Já gostava de arte, escrevia músicas. Isso me empolgou na época, porque era uma forma de dar vasão a esse meu lado artístico, de gostar de poesia. O Afonso [escritor piauiense] me entusiasmou muito também. Ele me disse para organizar meu Instagram e focar só em frases. Comecei a escrever e postar as frases para gerar engajamento”, contou.  

Continua depois da publicidade

(Foto: Reprodução/Instagram)

O poeta explicou ainda como surgem as ideias para escrever as frases de grande impacto para os leitores. “Sou muito observador. Sei identificar se a pessoa está triste, chateada ou nervosa. Tudo que eu olho me serve de estimulo e inspiração. Vem muito do que já vivi certamente, tenho 36 anos e já vivi muita coisa. Como fisioterapeuta já escutei muitas histórias. Então, tudo isso vai se acumulando no seu subconsciente. Eu acho também que vem alguma coisa de Deus que acaba me dando inspiração na hora de escrever”.

Para Alexandre, o surgimento frequente de novos escritores na internet fortalece o gênero artístico. “Acho que você tem que fazer seu trabalho de coração com a paixão que você tem que ter e logicamente acreditar que aquilo vá impactar as pessoas. Eu tento fazer isso, mas também não deixo de ficar atento com quem está trabalhando no mesmo segmento. Virou uma febre, mas acho bacana, porque quanto mais gente fazendo isso fortalece, era ruim se não tivesse tanta gente. Mas não quero ficar sendo comparado com os mesmos. Tento fazer algo mais original, estou tentando colocar uma linguagem mais particular, eu personifico as palavras, escrevo, por exemplo, como se fosse o amor próprio falando para você”.

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp