Segunda, 06 de Dezembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

29°

25° 36°

Teresina - PI

Últimas notícias
Sexo e Prazer
Sexo e Prazer
Tudo sobre o universo sexual.
Geral Sexo e prazer
02/10/2020 11h37
Por: Marina Sousa

O que é e como fazer chuca: dicas e cuidados para a ducha íntima!

Chame como quiser, a chuca é uma prática super comum entre quem pratica o sexo anal, mas nem sempre é realizada da maneira adequada. Por isso, se você é mais um ou uma amante dessa prática, é hora de aprender como fazer chuca!

Há quem use objetos aleatórios que encontram em casa, como o famoso chuveirinho, enquanto outras pessoas já testaram alguns itens feitos propriamente para isso; mas qual opção seria melhor? Será que vale à pena gastar com esses produtinhos?

Foto: Reprodução/Web
Foto: Reprodução/Web

Essas são as questões mais básicas para quem não deixa de limpar o ânus antes do sexo. Outros pontos ainda mais importantes que devem ser levados em conta: a lavagem anal faz mal? Ou seja, pode fazer a chuca?

Vamos lá?!

O que é chuca e qual é a sua importância?

Primeiramente, vale definir exatamente o que é chuca. Se você não sabe, chuca é o nome dado ao procedimento que tem por finalidade principal fazer a completa limpeza do ânus antes do sexo anal. Afinal, quem nunca pensou e teve medo de, bem na hora H, aparecer algumas sujeirinhas indesejadas?

O ânus é repleto de terminações nervosas e, por isso, dá para ter muito prazer a partir desse lugarzinho do corpo. Para os quem penetra, fazer um bom sexo anal é praticamente como estar no paraíso já que o ânus é mais apertadinho e aumenta o tesão!

A chuca surge justamente como forma de preparo para que nenhum acidente venha a ocorrer bem na hora do prazer. Longe de ter vontade ou de escapar algo durante a penetração, o que é natural e pode acontecer, a ducha íntima deixa a prática mais confortável e você, mais despreocupade.

Como fazer a chuca? Conheça 4 formas muito usadas

Sabendo o que é chuca, você deve estar se perguntando como é possível fazê-la, afinal, não quer se preocupar com outra coisa além do prazer na hora de relaxar para um bom anal, certo?

A verdade é que existem diferentes formas de colocá-la em prática e vamos falar de algumas delas para você. Confira:

  • Com algodão ou lenço umedecido

Prático e fácil, podendo ser feito em qualquer lugar, esse tipo de chuca requer apenas o uso de um algodão ou lenço umedecido e um pouco de tempo. Também vale destacar que a dica é ter cuidado com as unhas, preferindo apará-las antes de iniciar esta limpeza.

Para fazer a chuca com lenço umedecido ou algodão, fique em posição fecal, com as pernas abertas, e introduza o algodão ou lenço dentro do seu ânus, contando sempre com a ajuda de um ou dois dos seus dedos. A limpeza é feita a partir de movimentos circulares e, ao término, remova o que foi introduzido.

Tenha certeza de garantir um material bem úmido para que não machuque o ânus.

  • Com chuveirinho

O método menos aprovado pelos médicos, porém mais rápido e mais usado entre as pessoas, pode ser feito até mesmo durante o banho uma vez que se utiliza do chuveirinho e da pressão da água para fazer a limpeza completa do reto.

Além desses riscos, ele também pode ser um meio de transmissão de ISTs, afinal, tende a ser um objeto compartilhado e, muitas vezes, as pessoas não fazem a sua higienização corretamente, seja antes ou depois do uso.

Mas, se mesmo assim você decidir usar esse método, para fazer a limpeza, higienize bem a mangueirinha, especialmente a ponta, antes de usar. Em seguida, ligue a água sem muita pressão, retire a bica do chuveirinho, use lubrificantes para facilitar e deixe a água fluir para dentro do ânus.

O recomendado é que o procedimento não dure mais do que um minuto e também é indispensável ter atenção e manter a pressão da água baixa.

  • Com seringa auricular

Podendo ser comprada em qualquer farmácia, a seringa auricular é muito mais segura do que o chuveirinho e é também uma excelente opção para fazer a chuca, limpar todo o reto e correr menos riscos, é claro.

A posição inicial também é a fecal e o uso de lubrificantes também é indicado para facilitar a entrada da seringa. Encha o ânus com água e posteriormente a elimine, junto aos resíduos, no vaso sanitário. Repita o processo até que o líquido saia limpo.

  • Com o kit enema ou ducha íntima

O kit de enema vem com todos os acessórios de que você precisa para fazer a chuca e, justamente por isso, é uma excelente opção para quem procura fazer essa limpeza pela primeira vez.

Vendidos em farmácias e em muitos sex shops hoje em dia, já que é muito mais propício pedir um kit desses em uma loja específica sobre sexo, o kit de enema é uma excelente dica para fazer a chuca com segurança.

Outra possibilidade são as duchas íntimas, que contam com um recipiente para ejetar a quantidade adequada de água no reto, ponta em formato mais anatômico e é de uso individual. Para momentos emergenciais, quando você não pode lavar o instrumento após o uso, existem também as duchas anais descartáveis!

Mas pode ou não pode fazer a chuca? 

Sempre que falamos do nosso corpo, é importante entender o que é saudável ou não para ele, inclusive quando o assunto é sexo. Afinal, o prazer não pode estar atrelado a desconfortos, dores e doenças, sejam físicas e psicológicas.

Em relação à ducha anal, o buraco é um pouco mais embaixo, por isso, vamos aos poucos. De acordo com médicos e especialistas, fazer a lavagem retal deve ser uma prática apenas a partir de recomendações médicas e de forma adequada.

Isso porque, quando você usa objetos aleatórios, como o chuveirinho, ou faz a chuca com frequência, podem surgir problemas diversos. Numa rotina diária, a lavagem pode deixar o intestino mais lento e preso, pois ele fica dependendo desse estímulo para evacuar.

Outros riscos indicados são as lesões na mucosa do reto, sangramento e infecções. Isso pode ser fruto da intensidade de água injetada no reto, instrumentos inapropriados e, às vezes, compartilhados.

Muita coisa, não é? Então isso indica que a ducha anal é totalmente contra recomendada? Não, como dissemos, há casos em que é possível usá-la: lavagem intestinal, por exemplo, é um deles.

Um medo comum: passar cheque!

Todas essas considerações levam a entender que a chuca deveria ser proibida, não é? Mas lembra que falamos que o buraco é mais embaixo nesse assunto? Então… as coisas vão um pouco além disso.

A verdade é que, tendo riscos ou não, as pessoas continuam fazendo a chuca! Essa prática, na maior parte das vezes, tem muito mais a ver com o conforto e a segurança psicológica do que física de quem adora a penetração anal.

Isso porque ninguém quer “passar cheque” durante a relação, ou seja, sujar o pênis com fezes. Mesmo sendo algo natural e super passível de acontecer, as pessoas tendem a ficar constrangidas e desconfortáveis com a situação – o que não deveria acontecer.

Assim, mesmo com o uso da camisinha e sabendo que dali não sairiam flores, na maior parte das vezes, quando isso acontece, as duas pessoas ficam sem saber o que fazer e o clima acaba.

Daí já viu: quem não tem cão caça com gato, certo? As pessoas começam a improvisar e usar os métodos mais absurdos e arriscados para limpar o ânus antes das relações, colocando sua saúde ainda mais em risco.

Assim, como a chuca continua sendo feita e de formas inadequadas, o melhor é desenvolver formas e ferramentas que deixem o processo o menos agressivo possível: e é assim que surge a ducha íntima!

Elas são pensadas para aumentar a qualidade de vida de quem não abre mão de um sexo anal limpinho – a melhor opção para esse processo.

Passei cheque, e agora?! – Muita calma nessa hora!

Quando escapa um odor ou alguma sujeira do ânus durante a penetração, você não precisa se desesperar. Tenha sempre em mente que isso é algo totalmente natural e, mesmo fazendo a limpeza antes, pode acontecer de ficarem alguns vestígios para trás.

Nessa hora, se você estiver sendo penetrade, converse com a outra pessoa (ativa) para você ir ao banheiro se lavar numa boa, para que fique mais confortável. Caso seja você quem está na posição ativa, seu papel é ainda mais importante.

Não precisa se desesperar por estar com o pênis sujo (até porque você deve estar usando preservativo). Pare a penetração e remova a camisinha, enrolando-a de forma que a parte suja fique para dentro. Daí, é só colocar outro preservativo e seguir o baile!

conversa é essencial nesse momento, seja antes ou durante a relação. É importante que ambas pessoas que toparem o sexo anal estejam cientes de que o pré-datado pode aparecer e que não tem por que se desesperar por conta disso, okay?!

Fonte: Dona Coelha
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp