Segunda, 06 de Dezembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

34°

25° 36°

Teresina - PI

Últimas notícias
Sexo e Prazer
Sexo e Prazer
Tudo sobre o universo sexual.
Entretenimento Entenda!
16/10/2020 17h34 Atualizada há 1 ano
Por: Marina Sousa

Para induzir a menstruação, mulheres introduzem vegetais na vagina

Acredite ou não, mundo afora algumas mulheres estão introduzindo salsa e outros vegetais na “pepeca”. A prática ficou mais comum depois que uma revista feminina americana publicou um artigo afirmando que o vegetal ajuda na indução da menstruação.

De acordo com a ginecologista e obstetra da plataforma Sexo Sem Dúvida, Giórgia Pasquali, a explicação para isso é que esses vegetais, entre outras plantas medicinais, são emenagogas.

Foto: Reprodução/Unsplash
Foto: Reprodução/Unsplash

“Emenagogas são ervas que, em forma de chá e infusões, induzem a contração uterina e o sangramento vaginal, principalmente quando usados em grandes quantidades”, explica.

O principal motivo das mulheres estarem fazendo isso é o atraso na menstruação. Contudo, a médica faz o alerta para os riscos que a prática traz. “Pode causar hemorragias e até a morte”, afirma.

Afinal, Giórgia garante que casos de amenorreia – que é a ausência da menstruação – podem ter diversos motivos e devem ser investigados junto a um especialista. “Desde vários problemas ginecológicos e hormonais até mesmo uma gestação. E nesse caso, induzir a menstruação é o mesmo que induzir um aborto”, diz.

Abortivo natural

Segundo a ginecologista, no Brasil e em outros países em desenvolvimento em que o aborto ainda é criminalizado, o emprego de chás e plantas medicinais está entre os recursos utilizados para indução de abortos.

Porém, nesses casos, o uso se dá pela extração da substância ativa da erva na infusão, ou mesmo pela ingestão oral. O grande problema em introduzir o vegetal diretamente na vagina, explica a médica, é o risco de contaminação.

“Você está introduzindo uma matéria orgânica, que se decompõe e acumula bactérias, e ainda pode ser um meio para que elas subam para o útero e causem infecções sérias e morte. Fazer isso é no mínimo irresponsável”, afirma.

O sexo perde

Vale lembrar que a vida sexual da mulher também sai perdendo de uma sessão de “introdução vaginal de salsa”. A médica faz o alerta para além dos malefícios imediatos já mencionados.

“Em médio e longo prazo, alterações do pH vaginal, infecções vaginais de repetição decorrentes podem fazer com que a relação sexual seja desconfortável e dolorosa”, finaliza.

Fonte: Pouca vergonha
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp