Sábado, 05 de Dezembro de 2020
86 9 8877-6606

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 98877-6606

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

35°

24° 35°

Teresina - PI

Últimas notícias
Tecnologia
Tecnologia
Todas as informações sobre tecnologia no mundo.
Tecnologia Veja o preço
22/10/2020 20h02
Por: Francine Dutra

Motorola revela novo celular com 5G no Brasil

Ficha técnica do smartphone traz conexão 5G, câmera quádrupla, processador Snadpragon 765 e 8 GB de memória RAM.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Motorola apresenta hoje o Moto G 5G Plus pelo preço sugerido de R$ 2.999. O celular traz como destaque o acesso à internet 5G em um smartphone intermediário. Fruto de uma parceria com a Claro, o telefone vem bloqueado para se conectar à rede de quinta geração da operadora – por ora funcionando em 5G DSS, uma classe mais rápida que o 4G, porém inferior ao 5G esperado para os próximos meses.

A ficha técnica inclui câmera quádrupla, telona de 6,7 polegadas e bateria parruda. Os consumidores interessados podem adquirir o aparelho a partir de hoje nas lojas da Motorola e da Claro nas cores azul e lilás. O produto havia sido anunciado na Europa em julho, mas só agora chega ao Brasil.

Vale lembrar que por enquanto a internet de quinta geração no Brasil só está disponível na modalidade 5G DSS, uma tecnologia com velocidade e alcance limitados, já que compartilha o espectro com as redes 4G. A experiência completa do 5G depende do leilão da Anatel, previsto para o primeiro trimestre de 2021.

Continua depois da publicidade

O engenheiro de produto da Motorola, Thiago Masuchette, explicou que o Moto G 5G Plus funciona com o 5G DSS e também está pronto para operar na frequência que será leiloada no ano que vem. Ainda de acordo com a fabricante, o modelo só opera no 5G DSS da Claro, apesar da Vivo também ter anunciado um serviço similar.

O Moto G 5G Plus apresenta processador Snapdragon 765, da Qualcomm, um chip octa-core de até 2,3 GHz. Ele é o mesmo visto no Motorola Edge, smartphone que foi o primeiro celular no Brasil a oferecer conexões 5G. O componente trabalha em conjunto com 8 GB de memória RAM. Esta foi uma surpresa boa para os brasileiros, já que os modelos do smartphone vendidos no exterior têm versões apenas de 4 GB ou 6 GB de RAM.

O armazenamento é de 128 GB que pode ser expandido com cartão microSD de até 512 GB. Ele sai de fábrica rodando o Android 10 com poucas personalizações por parte da Motorola. Marcam presença as Moto Ações e a My UX, função que permite ao usuários fazer personalizações nas cores da interface e dos botões. De acordo com Thiago Masuchette, o objetivo é manter as premissas do Android “puro”, mas agregando experiências criadas pela empresa.

Continua depois da publicidade

A bateria tem 5.000 mAh, capacidade que aos poucos se torna padrão na indústria de celulares. O componente pode ser reabastecido por meio de um carregador rápido de 20 W de potência que vem na caixa do aparelho. A Motorola promete que o smartphone pode ficar até dois dias longe das tomadas.

A tela do telefone é de 6,7 polegadas com resolução Full HD+ (2520 x 1080 pixels) e taxa de atualização de 90 Hz, que promete oferecer animações gráficas mais fluidas. A tecnologia do display é LTPS LCD com densidade de 409 pixels por polegadas. Outra especificação que chama a atenção é o formato 21:9, proporção usada nas telas de cinema que é uma aposta da Motorola que começou com o Motorola One Vision.

O painel ainda conta com outra novidade. Pela primeira vez a Motorola traz uma câmera frontal dupla. Os componentes ficam alocados no canto superior esquerdo da tela. Trata-se de um sensor principal de 16 MP e ultra wide de 8 MP para capturar ângulos mais abertos. A segunda lente permite que o usuário registre selfies com mais pessoas, por exemplo.

Continua depois da publicidade

O design na parte da frente lembra o visual do Galaxy S10 Plus (Samsung). A diferença é que as duas lentes ficam separadas no modelo da Motorola.

Em relação ao conjunto fotográfico da traseira, o Moto G 5G Plus tem câmera quádrupla, completando seis sensores no total. Além da principal, o smartphone inclui lente ultra wide para fazer cliques mais abertos, macro para registrar objetos de perto e sensor de profundidade para auxiliar no modo retrato.

Recursos de câmera que já eram vistos em outros celulares da Motorola também estão disponíveis no Moto G 5G Plus. Ele vem com modo noturno para tirar fotos em ambientes com pouca luminosidade e Quad Pixel, que agrupa quatro pixels em um. O arranjo é disposto da seguinte forma:

Sensor principal de 48 MP e abertura f/1.7

Ultra wide de 8 MP e abertura f/2.2

Macro de 5 MP e abertura f/2.4

Sensor de profundidade de 2 MP e abertura f/2.4O celular da Motorola ainda inclui nas especificações um sensor de impressão digital na lateral, mais precisamente no botão de liga/desliga e uma tecla dedicada a acionar o Google Assistente na parte esquerda do aparelho, característica também vista no LG K61.

A conectividade NFC também está presente, ou seja, os donos do Moto G 5G Plus podem usar o smartphone para realizar pagamentos por aproximação pelo Google Pay. A ficha técnica fica completa com Bluetooth 5.1 e porta P2 (3,5 mm) para fones de ouvido. O celular não apresenta certificação contra água e poeira e portanto, não é recomendado mergulhar o aparelho.

Ficha técnica do Moto G 5G Plus

Tamanho da tela: 6,7 polegadas

Resolução da tela: Full HD+ (2520 x 1080 pixels)

Painel da tela: LTPS LCD

Câmera principal: quádrupla, 48, 8 e 5 e 2 MP

Câmera frontal (selfie): dupla, 16 e 8 MP

Sistema: Android 10

Processador: Snapdragon 765 (octa-core de até 2,3 GHz)

Memória RAM: 8 GB

Armazenamento (memória interna): 128GB

Cartão de memória: sim, microSD de até 512 GB

Capacidade da bateria: 5.000 mAh

Telefonia: Dual SIM híbrido (nano SIM)

Dimensões e peso: 168,3 x 74 x 9,7 mm; 207 g

Cores: azul e lilás

Início das vendas no Brasil: 22 de outubro de 2020

Preço de lançamento: a partir de R$ 2.999

Fonte: Techtudo
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®