Domingo, 16 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

29°

22° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
Polícia sistema prisional
24/09/2017 17h25
Por: Deyves Araujo

Secretário pede corrente de oração pelo sistema prisional

Secretário pede corrente de oração pelo sistema prisional

O secretário estadual de Justiça, Daniel Oliveira, está convocando internautas  para uma corrente de oração pela paz no sistema prisional do Piauí. Em postagem feita nas suas redes sociais, o gestor pede que, das 12h às 12h15 deste domingo (24), as pessoas orem e se unam "a favor do bem".

O apelo do gestor é feito depois do registro de recentes tumultos nas penitenciárias do Estado. As confusões estão ocorrendo após a deflagração da greve dos agentes penitenciários, que está impendido a entrada de visitantes com sacolas nas unidades prisionais. 

A postagem do secretário já tem mais de 2 mil curtidas, 91 compartilhamentos e é seguida por comentários de internautas que apoiam a iniciativa do gestor. "Muito louvável essa atitude do secretário de Justiça", escreveu uma mulher. 

Continua depois da publicidade

Nova operação

A secretaria estadual de Justiça deu início, neste domingo (24), a  quarta fase da Operação Habitar. Desta vez, a ação está sendo desenvolvida na Penitenciária Mista de Parnaiba, no litoral do Estado. 

Nesse sábado (23) mais de 60 detentos da unidade se recusaram a voltar para celas ao tomarem conhecimento que hoje não seria permitida a entrada de visitantes com encomendas para eles. Os presos aproveitaram o banho de sol para iniciarem um princípio de motim. 

Com a quarta fase da operação Habitar, a Sejus busca evitar que os presos de Parnaíba ou mesmo de qualquer outra unidade prisional causem motins e outros distúrbios, semelhantes aos que os presos de Floriano fizeram semana passada na Penitenciaria Vereda Grande, quando o comando de greve não permitiu a entrada das visitas com suas sacolas aos visitados. 

A determinação do Tribunal  de Justiça, proferida no dia 14 deste mês, obriga o comando de greve a voltar ao atendimento regular nos presídios. 

Vilobaldo Carvalho, diretor do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí, disse ao Cidadeverde.com que a categoria está cumprindo o que determina a Lei de Execuções Penais e a decisão do TJ. 

"O que não estamos permitindo é a entrada de sacolas. Isto não é direito. É uma regalia.  O Estado está se ajoelhando para reivindicações para o crime", rebateu Vilobaldo. 

A greve dos agentes penitenciários foi deflagrada no último dia 11. A paralisação da categoria tem com objetivo conseguir reajuste salarial e melhoria nas condições de trabalho, dentre outros pontos. 

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp