Quinta, 28 de Outubro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

32°

25° 37°

Teresina - PI

Últimas notícias
Saúde
Saúde
Encontre aqui notícias sobre saúde e bem-estar.
Saúde Reduz a glicemia
05/11/2020 15h33 Atualizada há 12 meses
Por: Marina Sousa

Consumo de gengibre pode ajudar a controlar diabetes, indica estudo

Em tese de doutorado defendida na Universidade Federal do Ceará (UFC) a especialista Gerdane Celene Nunes Carvalho demonstrou que pacientes com diabetes mellitus tipo 2 reduziram as taxas de glicemia e os níveis de colesterol com o consumo de gengibre, ajudando no controle da doença.

Com o objetivo de avaliar a eficácia do fitoterápico como ação complementar no combate à doença, foi realizado um ensaio clínico entre dezembro de 2017 e junho de 2018 com144 pacientes em unidades de Atenção Primária à Saúde, em Picos, no Piauí.

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Eles foram divididos entre um grupo de controle, que ingeriu placebo, e outro experimental, que tomou 1,2 g de gengibre em pó por dia, durante três meses. Após o período, os pacientes que consumiram as doses da especiaria tiveram redução de 29,5 mg/dl nos níveis de glicemia venosa de jejum em relação aos valores iniciais. A redução foi de 20,3 mg/dl a mais do que entre os que não receberam o tratamento.

— Em razão da alta prevalência do diabetes e da dificuldade no controle glicêmico, são necessárias novas estratégias associadas ao tratamento farmacológico. Por ser uma especiaria de fácil acesso e baixo custo, o gengibre pode servir como tecnologia complementar aos profissionais que atuam na Atenção Primária à Saúde — afirma a Doutora em Enfermagem Gerdane Celene Nunes Carvalho, autora do trabalho, orientado pela professora Marta Maria Coelho Damaceno.

A pesquisa, que contou com financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), teve destaque em artigo publicado nesta sexta-feira (9) na Revista Latino-Americana de Enfermagem (RLAE), divulgado pela Agência Bori.

Carvalho ressalta que o diabetes tipo 2 é o mais prevalente e acontece quando há um aumento da resistência à ação da insulina. Com isso há a redução de sua produção, fazendo com que os níveis de açúcar no sangue fiquem elevados.

— O gengibre atua aumentando a síntese de insulina e diminuindo a resistência à ela. Com isso, reduz os índices de açúcar no sangue. Ele atua também como termogênico, acelerando o metabolismo e consequentemente reduzindo a gordura no sangue — explica a pesquisadora.

Carvalho destaca que possíveis reduções no uso de medicamentos a partir do uso do fitoterápico só podem ser prescritas pelo médico, com base no acompanhamento dos níveis glicêmicos e lipídicos do paciente. Durante a pesquisa, os participantes foram orientados a manter os remédios para diabetes que já faziam uso.

O estudo identificou que entre o grupo de controle também houve uma redução menor (de 9, 2 mg/dl), em relação à média inicial nos níveis de glicemia venosa de jejum. Carvalho explica que isso provavelmente ocorreu porque os pacientes passaram a ser acompanhados por uma periodicidade maior e a realizar mais exames, o que pode ter os estimulado a tentar controlar mais a doença.

Fonte: Tua Saúde
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp