Domingo, 26 de Setembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

38°

22° 38°

Teresina - PI

Últimas notícias
Saúde
Saúde
Encontre aqui notícias sobre saúde e bem-estar.
Saúde Saiba mais
18/11/2020 08h51
Por: Marina Sousa

Não aguenta mais reuniões on-line? Você pode estar sofrendo de Zoom fatigue

Desde que teve início a pandemia de coronavírus, o trabalho em esquema de home office trouxe uma série de novos comportamentos aos profissionais. Um dos mais recentes é batizado de “Zoom fatigue”, ou esgotamento mental provocado pelo excesso de encontros profissionais em aplicativos de videochamadas.

“As videoconferências interferem e desafiam a comunicação humana que, apesar de parecer tão natural no nosso dia a dia, envolve uma complexa rede de conexões e atividades cerebrais, resultado de um processo de evolução de milhares de anos”, explica o psiquiatra Eduardo Tancredi, membro do comitê da Associação para Saúde Populacional e Chief Marketing Officer (CMO) da eCare.

Foto: Reprodução/Getty images
Foto: Reprodução/Getty images

Segundo ele, o processo de comunicação depende de uma série de símbolos e, para ser bem-sucedido, é preciso que haja uma sincronia de tempo muito precisa entre os interlocutores. “Por menor que seja, quando um atraso é introduzido na comunicação nosso cérebro consegue identificar inconscientemente o problema, e gasta energia na tentativa de reestabelecer a sincronia”, explica.

Continua depois da publicidade

É porque isso que, muitas vezes, você pode se sentir exausto depois de alguns minutos (ou horas) de chamadas com seu chefe e colegas de trabalho. Como só há informações, em geral, sobre o rosto de quem está do outro lado da tela, sem dados da movimentação corporal, nos distraímos facilmente. Além disso, existe uma maior dificuldade de entender a fala do outro.Todas essas mudanças, de acordo com o médico, disparam reações fisiológicas, intermediadas por hormônios e neurotransmissores que aumentam o nível do estresse – e que, em exagero, pode desencadear estafa e até burnout.

Cansaço ansiedade, insegurança, medo e irritabilidade são sintomas da fadiga causada pelas reuniões de videoconferência apontadas por Tancredi.

E como deixar as reuniões menos estressantes? Se você é gestor ou comanda uma empresa e não quer que a situação prejudique seus funcionários, o especialista quem dá o caminho das pedras. Veja!

  1. Estabeleça limites para o número de reuniões diárias;
  2. Defina alguns dias livres de reuniões;
  3. Pré-estabeleça um tempo para os encontros e permita que os participantes tenham pequenos intervalos, caso demore.

Os funcionários, por sua vez, precisam reconhecer quais são seus limites e características e respeitá-los. “É importante diminuir o estresse e a sensação de ameaça constante”, diz o psiquiatra. “Um bom acordo com seu chefe, é melhor do que nenhum acordo”, finaliza.

Fonte: Metrópoles
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp