Quinta, 13 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

25°

22° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Signos
Signos
Veja as características do seu signo e descubra mais detalhes sobre sua personalidade.
Geral Previsões
01/12/2020 17h26
Por: Bruna Sampaio

8 questões astrológicas para ficar de olho em 2021

Pixabay
Pixabay

2020, que ano! Estamos esperando ansiosamente por 2021, mas bate a dúvida: será que vai dar uma melhorada?

De acordo com os astros, sim… e não. O ano que vem vai ser aquariano, o que favorece grandes mudanças coletivas, mas ao mesmo tempo implica em – ainda mais – polarizações e resistência às novidades.

Conjunção entre Júpiter e Saturno em Aquário

Continua depois da publicidade

No dia 21/12/2020, Júpiter e Saturno, dois gigantes do céu, se encontram em Aquário. É um marco astrológico, já que essa conjunção ocorre somente a cada 20 anos. Mas o que significa, então? Pode trazer novas tendências econômicas, financeiras, sociais e de pensamento. A última conjunção Júpiter/Saturno ocorreu no ano 2000, em Touro. Foi o ano caracterizado pela tão temida virada de milênio e do estouro da bolha da internet, lembra?

Calma que tem mais

2020 testou a resistência de empresas e negócios e isso vai continuar em 2021. Mudanças levam tempo para acontecer, mas sem dúvida novos passos vão ser dados pela humanidade a partir de agora, em especial por meio da tecnologia, algo aquariano por excelência.

Quadratura entre Saturno e Urano

O ano que vem vai ser caracterizado pela quadratura (aspecto de tensão) entre Saturno e Urano, cuja disputa clássica é o velho versus o novo, manter ou mudar. Tem o lado bom disso: novidade e estímulo. Mas Saturno em tensão com Urano pode destacar as instabilidades, a agitação e as mudanças que ocorrem bem rápidas.

Desde que Urano entrou em Touro (em 2019), já tinha sido anunciado que haveria mudanças em modelos econômicos e de trabalho. As questões desse trânsito podem ficar ainda mais marcantes em 2021 por causa da tensão com Saturno em Aquário. A pandemia, por exemplo, já trouxe mudanças que podem se tornar estruturais. Urano em Touro também está mudando as transações financeiras (Pix!) e a forma como se entende bens. Urano só sai de Touro em 2026.

Instabilidade geológica e em fenômenos da natureza

A quadratura Urano/Saturno também pode aparecer em fenômenos da natureza, como com risco aumentado de desabamentos de encostas de morros ou de edifícios, tremores de terra, erupções vulcânicas, tornados, tempestades.  E tudo isso pode ocorrer já em janeiro, quando Marte estará em Touro, conjunto a Urano e em tensão com Saturno.

Muito dinamismo e menos estabilidade

A instabilidade também pode ser na vida pessoal ou profissional, como uma empresa aparentemente sólida que quebra ou um casamento esfriado há muito tempo que termina. Empregos podem ter novos acordos, como já aconteceu em 2020 por causa da pandemia. No serviço público, podem surgir debates ou mesmo mudanças em relação às garantias adquiridas.

O lado positivo pode ser mexer no que realmente precisa ser mexido, como situações estagnadas ou que precisam de algum tipo de alteração.

Os momentos mais caracterizados pela quadratura Saturno/Urano vão ser quando o aspecto ficar exato: em 17/02, 14/06 e 24/12. Mas também vai ser possível notá-los quando Marte acioná-la.

Quadratura Marte/Saturno

Em janeiro: Marte quadra Saturno de 04 a 21/01 e fica conjunto a Urano de 14 a 26/01. Obstáculos, processos trabalhosos (Saturno) e, ao mesmo tempo, mudanças aceleradas (Urano) podem ocorrer. Podem envolver o âmbito financeiro, por ser em Touro. Chance de tremores de terra e fenômenos da natureza e maior propensão a acidentes.

Em junho: De 26/06 a 05/07, Marte em Leão se opõe a Saturno, e de 28/06 a 09/07 quadra Urano. Embates e turbulências envolvendo ego (ou presidentes e líderes ecoicos) são tendência nesse período.

Em novembro: de 06 a 15/11, Marte em Escorpião quadra Saturno, e de 13 a 21/11, se opõe a Urano. Há possibilidade de ações radicais, pode haver tremores de terra e furacões, ataques terroristas. Há maior tendência de mortes em acidentes.

Novos tipos de governantes e lideranças

Negócios e profissionais que não se atualizarem podem ter dificuldade de sobreviver em 2021. Há, também, tendência a troca de governantes e lideranças que estiveram presentes desde 2017. Bem no final daquele ano Saturno ingressou em Capricórnio. Esse trânsito é caracterizado pela ênfase em lideranças mais conservadoras. Com Aquário vai ser exatamente o contrário: lideranças mais jovens, diferentes ou progressistas, dispostas a trazer algum tipo de mudança e novidade, é que tendem a chamar a atenção agora com Saturno em Aquário.

Júpiter em Peixes

2021 vai ter uma “prévia de Peixes”, que marcará 2022. Júpiter vai transitar por este signo de 13/05 a 28/07, e, depois definitivamente a partir de 29/12.

Júpiter em Aquário é bastante racional, ainda que nada convencional em muitos pontos. E é muito focado em movimentos coletivos, com um “quê” de rebeldia deste signo. Já Júpiter em Peixes é mais zen e relaxado. Mais pessoas podem buscar por espiritualidade e meditação, o que é muito positivo. É um posicionamento bastante sensível e musical, que pode render inspiração renovada para a música, indústria de entretenimento e cinema.

Mas lembre-se sempre dos dois lados de cada signo, e um dos cuidados para se tomar com Júpiter em Peixes é o aumento de falsos gurus e também o excesso de consumo de drogas.

Fonte: Metro Jornal
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp