Domingo, 09 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

31°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Policial
R10 Policial
Tudo sobre notícias policiais do Brasil e do mundo.
Polícia Feminicídio
22/12/2020 07h45 Atualizada há 5 meses
Por: Marina Sousa

Vídeo: Piauiense mata ex-companheira e a irmã dela a tiros em GO

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O piauiense natural de Esperantina, Gisleno Xavier Souza, é suspeito de matar a ex-companheira identificada como Maria Gonçalves, 28 anos e sua irmã, Cleide Aparecida Gomes, 34 anos, na madrugada de domingo (20.dez) no bairro Marajó, em Cristalina, distrito de Goiás.

De acordo com informações, Gisleno mantinha uma relação havia cerca de sete anos com Maria e teria cometido o crime por não aceitar o fim do relacionamento. Ele está foragido.

Os parentes contam que, por volta das 2h de domingo, Gisleno pulou o muro da residência da ex-companheira, arrebentou a porta e efetuou um disparo de arma de fogo contra a mulher. Cleide, ao tentar se defender, levantou uma das mãos, mas a bala atingiu o peito. Ela também morreu.

Continua depois da publicidade

As crianças estão muito abaladas. A filha mais velha da Maria, de 7 anos, dormia com ela no mesmo colchão e viu a mãe ser assassinada. Ela não para de falar que tentou proteger a mãe. Isso dói muito. A única coisa que queremos é justiça“, disse um familiar que pediu para não ter a identidade revelada.

Ainda segundo parentes das vítimas, a relação do casal era conturbada e marcada por brigas. Um dia antes do crime, no sábado (19.dez), a vítima e o autor discutiram e Maria decidiu que sairia de casa e passar um tempo na casa da irmã Cleide, que mora a poucos metros dela e a partir daí começou a receber ameaças de Gisleno.

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) informou, por meio de nota oficial, que “acerca dos homicídios ocorridos no distrito de Marajó na cidade de Cristalina (GO), a autoridade policial esteve no local do crime e iniciou imediatamente a investigação. Por se tratar de procedimento sigiloso, não serão fornecidas mais informações”.

Confira a matéria produzida pela TV Brasília, no programa DF Alerta, sobre o caso:

Vale ressaltar que Gisleno é irmão de Jailson de Sousa Xavier, vulgo “Chapéu”, acusado de matar o Presidente da Câmara de Vereadores de Esperantina, Antônio Aristides de Carvalho, “Tote Aristide”, no dia 28 de agosto de 2016.

Fonte: Revista AZ
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp