Quinta, 13 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

25°

22° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Blog do Lucão
Blog do Lucão Fique por dentro de tudo que acontece na região.
Cidades Destaque
22/12/2020 13h11 Atualizada há 5 meses
Por: Blog do Lucão

Tributo à Marronzinho

Tributo à Marronzinho

Sibá: Marronzinho o que é que só você viu? 

Marronzinho: Eu vi o juiz apitando, o jogador batendo o centro e a partida começando! 

Essa resposta na ‘ bucha’ que presenciei numa tarde chuvosa numa final do torneio rural na localidade Matapasto é uma de minhas boas lembranças daquele senhor franzino, que sempre muito alto astral, um boêmio, que fez do futebol(Vasco) e da música(De Luiz Gonzaga e do Samba)algumas de suas paixões enquanto durou sua trajetória terrena. 

Amor ao futebol

Marronzinho fez história dentro e fora das 4 linhas, torcedor inveterado do Vasco, acompanhava toda movimentação dos bastidores do Clube, quem chegava, quem saia, quem estava no departamento médico, etc. Aquele senhor que conserta bicicletas ali na praça do Campo do Conjunto Boa Vista e que comentava as partidas narradas à beira do campo por seu fiel escudeiro Síbá, construiu com seu  alegre jeito de ser, um conjunto de milhares de colegas, dentre eles, alguns que podia chamar de amigos, entretanto, era uma pessoa querida por todos os que o conheciam, notadamente a população do Conjunto Boa Vista, Palestina, Canaã, Parque União, Marimar, Vila Parnaíba, Joaquim Pedreira, Loteamento, etc. Marronzinho imitava como ninguém o saudoso Carlos Said

A música e a dança

Marronzinho era uma apaixonado pela música, um sambista nato, tendo sido inclusive passista do da Escola de Samba “Sambão”, nos tempos áureos do carnaval teresinense. era fã de carteirinha de Luiz Gonzaga.  Pros amigos, marronzinho foi compositor e criou a marchinha que embalou o bloco da galera.

À Marronzinho

A partida da vida tem tempo marcado pelo Criador, a não ser quando alguns se dão por perdidos e tiram o time de campo. O que não foi seu caso. Todavia, numa dura peleja contra o câncer, você, na noite deste 17 de dezembro sofreu o golpe de misericórdia, quando em mais uma crise que já estava em atendimento da UPA/Timon, foi aplacado por um infarto fulminante, que lhe abreviou o sofrimento da dor, e que lhe transportou para o plano eterno, Onde com certeza comentarás, jogadas de Carlos Alberto Torres, Garrincha, Denner, Maradona, Paulo Rossi e outros mais que já estavam a iniciar uma partida, sem ter um comentarista à altura. 

Adeus, Marronzinho! Com um sorriso largo estampado na face, você sempre me chamava de ‘Meu Garoto’, e essa imagem sua é que levarei até nosso próximo encontro.

Contribuíram com arquivos para esse tributo: a filha de 'Marronzinho' Luaa Rodrigues; os amigos peladeiros 'Dibil' e 'Zé Afonso'; e a amiga da família, Keila Facundes.

PUBLICIDADE:

Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp