Sábado, 17 de Abril de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

32°

23° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Utilidade Pública
R10 Utilidade Pública
Tudo sobre utilidade pública.
Saúde Saúde
29/12/2020 15h16
Por: Bruna Sampaio

Teresina mantém queda no atendimento de síndromes gripais

Freepik
Freepik

Teresina continua registrando queda nas estatísticas relacionadas à pandemia do novo coronavírus. Segundo o Painel de Monitoramento Covid-19 da Prefeitura de Teresina disponibilizado nessa segunda-feira (28), o número de atendimentos por síndromes gripais graves caiu 27,42% nas últimas duas semanas. Além disso, a média de óbitos decorrentes da doença também sofreu quedas significativas.

De acordo com o levantamento, no período de 28 de abril a 28 de dezembro foram atendidos 11.631 pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Os dados mostram uma redução de 27,42% entre a média atual de atendimentos (25,71) e a média calculada há 14 dias (35,43). Se comparado ao final do mês de junho, período do pico da Covid-19 na cidade, onde chegou a se registrar cerca de 140 atendimentos em um dia, a redução é de mais de 60%.

Com relação aos óbitos ocorridos na capital, considerando a média móvel de 14 dias, houve uma queda de 22,22%. A média atual é de apenas um óbito por dia, enquanto no pico da doença em junho, chegou a se registrar até 19 mortes diárias. No período de 26 de março a 27 de dezembro, ocorreram 1.205 óbitos de residentes em Teresina.

Continua depois da publicidade

O Painel apresenta ainda um crescimento moderado de 11,95% na taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19, que é de 60,64% atualmente. Esse número indica que 114 dos 188 leitos disponibilizados estão sendo utilizados. Há 14 dias, o índice era de 54,17%. “Esse leve aumento é um alerta para que a gente continue mantendo todos os cuidados ainda para evitar a proliferação do vírus, tendo em vista que ele ainda segue em circulação. Estamos no período de confraternizações, mas é importante evitarmos as aglomerações e nos mantermos vigilantes com o uso de máscara e álcool em gel”, alerta o infectologista Walfrido Salmito, membro do Comitê de Operações Emergenciais em Saúde (COE).

Fonte: PMT
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®