Quarta, 22 de Setembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

38°

23° 38°

Teresina - PI

Últimas notícias
Esportes
Esportes
Tudo sobre esportes no Piauí, Brasil e no Mundo.
Internacional Durante partida
30/12/2020 09h04
Por: Francine Dutra

Atacante pode ser punido por abaixar o calção após gol

O atacante Raúl Bobadilla, do Guaraní-PAR, pode sofrer uma punição por um motivo incomum: quase mostrar as partes íntimas em uma comemoração. O jogador, de 33 anos, se exaltou ao marcar o terceiro gol da vitória por 3 a 1 contra o Libertad, no dia 23, e, na última segunda-feira, o Tribunal de Disciplina da Associação Paraguaia de Futebol abriu um expediente.

Bobadilla, de 33 anos, fez o gol, tirou a camisa, o acessório que monitora seu desempenho, parou em frente à câmera e baixou demais o calção. O fato não foi relatado na súmula do árbitro e não foi motivo de denúncia no Tribunal. No entanto, diante da repercussão nas redes sociais e na imprensa, o órgão resolveu abrir uma investigação.

Foto: Reprodução/Tigo Sports
Foto: Reprodução/Tigo Sports

Em entrevista à “ABC TV”, o presidente do Tribunal, Raúl Prono, afirmou que Bobadilla terá três dias para se defender. O atacante pode ser multado ou receber uma suspensão. Qualquer sanção só deve ser anunciada em 2021.

Raúl, portanto, estará em campo nesta quarta-feira, quando o Guaraní-PAR encara o Olimpia na final do Clausura 2020 do Campeonato Paraguaio. Em entrevista à rádio “ABC Cardinal” após a partida contra o Libertad, Bobadilla diz ter se arrependido do que fez. E citou um outro caso, o de Jorge Recalde, do Olimpia.

– Me arrependo da minha comemoração, espero que minha mulher não tenha visto, porque ela vai brigar comigo. Minha calça abaixou um pouco. O que “Pollo” (Jorge Recalde) fez foi diferente. Que minha mulher fique tranquila, porque é tudo para ela – declarou Bobadilla.

Em março deste ano, Jorge Recalde, do Olimpia, foi suspenso por quatro jogos por fazer gesto obsceno com as partes íntimas ao comemorar um gol.

O caso lembrado por Raúl ocorreu em março deste ano. Jorge “Pollo” Recalde comemorou um gol do Olimpia com um gesto obsceno ao colocar as mãos no pênis e apontar para a torcida. Ele foi expulso no jogo contra o River Plate-PAR após revisão do VAR e, posteriormente, suspenso por quatro jogos.

Fonte: GE
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp