Domingo, 28 de Fevereiro de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

24°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Alberto Júnior
Alberto Júnior Correspondente do município.
Cidades Novas medidas
15/01/2021 10h56 Atualizada há 1 mês
Por: Marina Sousa

Decreto suspende realização de festas e demais eventos em Monsenhor Gil

Ficará suspenso a realização de festas, shows e similares promovidas ou fomentadas pelo Poder Público Municipal.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O prefeito municipal de Monsenhor Gil, João Luiz, determinou por meio de novo decreto, novas medidas de proteção à coletividade a serem adotadas para enfrentamento a pandemia do Covid-19. O decreto entra em vigor a partir dessa quinta-feira (14), revogadas as disposições em contrário.

Ficará suspenso a realização de festas, shows e similares promovidas ou fomentadas pelo Poder Público Municipal, dentre elas festejos comunitários e festas carnavalescas, até ulterior deliberação, a depender da redução do índice de contágio e de óbitos, e da correspondente manifestação das autoridades em saúde pública.

Fica determinado que quaisquer festas, shows e similares promovidas pela iniciativa privada devem ser limitadas a 100 (cem) pessoas, sendo indispensável e obrigatório manter o distanciamento, uso de máscara e de álcool em gel, seguindo orientações da Organização Mundial de Saúde – OMS, do Ministério da Saúde, Secretaria de Saúde do Estado do Piauí e Secretaria Municipal de Saúde de Monsenhor Gil-PI, ficando essas orientações sob responsabilidade do organizador do evento.

Os Bares e Restaurantes deverão obedecer aos protocolos de segurança como o distanciamento mínimo de 2 (dois) metros entre mesas e cadeiras, além de fornecer álcool em gel 70%, impondo aos clientes o uso de máscaras, o quanto possível. Deverão, também, priorizar a utilização de ambientes abertos.

O documento também traz a restrição de atividades esportivas, eventos religiosos e feira livre.

De acordo com o Decreto, o não cumprimento sujeitará a aplicação de multa, além de ensejar crime de desobediência ou ainda contra a saúde pública, além das demais sanções administrativas cabíveis.

 

Fonte: Ascom
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®