Terça, 24 de Maio de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

30°

22° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
Esportes
Esportes
Tudo sobre esportes no Piauí, Brasil e no Mundo.
Esportes Crise
19/01/2021 09h44
Por: Bruna Dias

Presidente prevê perda de R$ 100 milhões caso o Botafogo seja rebaixado

Em 15 dias que mais pareceram 15 meses, Durcesio Mello viveu o Botafogo desde o momento em que acordou até a hora de ir dormir. Com cobranças da torcida até por mensagens no celular, o presidente tenta reestruturar o clube em meio à iminente queda para a Série B do Brasileirão, que pode gerar perda de R$ 100 milhões em receitas nos cálculos do mandatário.

Na primeira entrevista exclusiva desde que foi empossado no último dia 4, Durcesio falou ao ge sobre o planejamento para a próxima temporada e a expectativa sobre a S/A, que já foi maior. O presidente, talvez um dos botafoguenses mais otimistas nesse momento de turbulência, ainda acredita, mas diz não contar mais com o projeto clube-empresa e está atrás de dinheiro novo.

Foto: Vitor Silva/Botafogo
Foto: Vitor Silva/Botafogo

"O problema desses primeiros dias, esses 15 dias que estão parecendo 15 meses, é que o time está numa situação desconfortável, e a pressão só aumenta".

Continua depois da publicidade

- Estou em algumas negociações avançadas, mas nada finalizado. Então só posso contar com o dinheiro depois. Porque eu não vou ficar contando mais com a S/A, pode ser até que a S/A saia antes do que eu espero, mas eu não vou mais contar. No ano passado, eu era muito otimista, mas eu não estava participando diretamente do processo. E acabei pagando um preço alto, porque todo mundo cobra isso até hoje de mim. Eu falei que ia sair em julho, em setembro, em outubro, e não saiu. E agora nós estamos no plano B, que é completamente diferente.

Ainda com a esperança pela permanência na Série A, Durcesio aguarda o diretor de futebol nos próximos dias para definir o planejamento do Botafogo. O rebaixamento é praticamente inevitável e, se confirmado, vai ditar mudanças no departamento, como a decisão de quais jogadores deixarão o clube. Com confiança no trabalho do técnico Eduardo Barroca, o presidente gostaria de mantê-lo por mais tempo, mas garante que o novo dirigente é quem baterá o martelo.

- Dos atletas que saem, acho que o Victor Luis principalmente é o que tem o salário maior. Outros que vão ficar impactam muito a folha, tipo o Kalou e os próprios Gatito e Cavalieri, que têm salários mais significativos no Botafogo. Não estou falando que eu não vou manter, eu não quero vender o Gatito de jeito nenhum, tenho que arrumar dinheiro para poder pagá-lo. Victor Luis é comprometido e adora o Botafogo. Diego Cavalieri é um reserva de muito luxo.

- Eu gostaria de manter o Barroca, gosto do trabalho dele e gostaria de mantê-lo por quatro anos, mas não sei nem se vou manter para o Campeonato Carioca. O diretor de futebol vai decidir isso, ele vai ter essa autonomia - afirmou Durcesio

Fonte: GE
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp