Domingo, 07 de Março de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

33°

24° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Pet
R10 Pet
Tudo sobre o mundo dos pets.
Saúde Você sabia?
19/01/2021 10h50
Por: Francine Dutra

Acupuntura: veja como ela pode ser usada para a saúde do seu pet

Sem contraindicação e efeitos colaterais negativos, a prática pode aliviar dores, tratar várias doenças e acalmar os animais.

Foto: Internet
Foto: Internet

A acupuntura é uma prática da  medicina tradicional chinesa que consiste na inserção de agulhas em partes específicas do corpo do paciente. A técnicaé usada para tratar várias doenças como sinusite, asma, enxaqueca ou artrite, além de melhorar a imunidade. A prática também vem sendo aplicada em animais com o mesmo objetivo de cuidar da saúde dos pets e também para reduzir agitação.

De acordo com o veterinário Huber Gama Filho, especialista em acupuntura da Petz, a prática pode ser feita em qualquer animal, doméstico ou silvestre, pequenos, como aves e roedores, além de animais de grande porte, como bois e cavalos.

“Não há restrições quanto à espécie. Todos os animais podem se beneficiar da técnica. Existem diferentes técnicas de acupuntura para diferentes animais e espécies. O mesmo vale para o profissional, já que existem os especializados em certas espécies, como pequenos animais, cães e gatos, e grandes animais e silvestres”, afirma o acupunturista.

É necessário que o tratamento seja indicado por um veterinário e realizado por um profissional com formação tanto da acupuntura quanto da veterinária.

Nos seres humanos, a terapia com acupuntura começa com uma avaliação e consulta clínica e é seguida por seções. A primeira avaliação pode custar de R$200 a R$300 e as seções deR$ 130 a R$190. Os valores podem ser um pouco mais altos para animais silvestres.

Sem contraindicação e efeitos colaterais negativos para os animais, a acupuntura pode aliviar dores, ajudar na recuperação de movimentos, ativar processos regenerativos e de relaxamento, melhorar o fluxo sanguíneo, estimular o sistema imunológico, normalizar as funções orgânicas, aumentar a imunidade, solucionar alergias, tratar hipertensão e cânceres, ajudar a solucionar problemas de fertilidade e tratar diabetes, entre outros.

Acupuntura animal também pode ser utilizada para animais submetidos a quimioterapia, em reabilitação pós-operatória e para tratar distúrbios psicológicos, como depressão, ansiedade e hiperatividade.

De acordo com o veterinário, o animal pode ter alguns pequenos desconfortos durante as seções, mas não sente dor. “A acupuntura tradicional é realizada com agulhas e a inserção delas na pele do animalzinho pode desencadear um leve desconforto, como uma picada de inseto. Após a inserção da agulha, o animal não deve continuar desconfortável, sendo, na verdade, na maior parte das vezes bastante agradável e relaxante. Os pets, no geral, são mais resistentes à dor do que nós e tendem a aceitar muito bem a terapia sem se incomodar com as ‘picadas’”, afirma.

“De qualquer forma, acupuntura não é realizada apenas com agulhas e o estímulo pode ser realizado com diferentes técnicas de acordo com o pet e sua sensibilidade, assim como a patologia a ser tratada. Técnicas com a utilização do laser e a moxabustão (calor) também podem ser realizadas nos atendimentos e o aceite por parte dos pacientes é elevado e com ótimos resultados, além de muito agradável”, explica Gama Filho.

De acordo com o veterinário, o tempo de tratamento varia de acordo com o problema de saúdo a ser tratado. “Em patologias agudas, como uma crise de hipertensão, o tratamento deve durar horas ou poucos dias. Já nas patologias de caráter crônico, como paralisias e hérnias de disco, o tratamento pode evoluir para alguns meses”, afirma.

Ao longo do tratamento, o intervalo entre uma sessão e outra pode aumentar, a partir das respostas de saúde que o animal apresente.

Fonte: Canal do Pet
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®