Domingo, 23 de Janeiro de 2022
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

25°

23° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
Radar Político
Radar Político
Últimas notícias, entrevistas, reportagens e análises sobre o que acontece na política.
Política Pandemia
21/01/2021 08h15 Atualizada há 1 ano
Por: Bruna Dias

Dias solicita novamente prorrogação do estado de calamidade

O governador do Piauí, Wellington Dias, como presidente do Consórcio de Governadores do Nordeste e membro do Fórum dos Governadores do Brasil, assinou ofício em nome dos dois colegiados, solicitando ao presidente da República, Jair Bolsonaro, a prorrogação do estado de calamidade pública no Brasil.

O  documento cita que a atual conjuntura de enfrentamento à pandemia, sem uma previsão precisa de imunização de toda a população brasileira, além do aumento no número de casos, elevação da taxa transmissibilidade, e crescimento de ocupação de leitos hospitalares em diversas regiões do país, justificam o pedido.

Foto: Divulgação/Ccom
Foto: Divulgação/Ccom

“Essa iniciativa asseguraria a continuidade de ações de proteção àqueles que vivem em situação de vulnerabilidade social e que necessitam de auxílios correspondentes”, cita o ofício.

Continua depois da publicidade

A prorrogação do estado de calamidade representaria também o prolongamento dos auxílios financeiros pagos pelo governo federal. Uma das preocupações dos governadores é o impacto que a economia deve sofrer com o fim do pagamento, além do crescimento do desemprego.

“Na última semana de janeiro em diante, começará a faltar comida, dinheiro para pagar energia, água, remédio, coisas básicas. Isso vai crescer em fevereiro e março e vai explodir em reações. Não tem como o poder público fugir de sua responsabilidade”, avalia Wellington Dias.

A proposta dos governadores é a prorrogação do estado de calamidade por mais 180 dias.

Wellington já havia protocolado pedido de prorrogação da calamidade pública no Brasil em dezembro de 2020, alegando que muitos lugares estão em "situação de colapso" e "aumento de óbitos".

Fonte: Ccom
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp