Quinta, 04 de Março de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

24°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Policial
R10 Policial
Tudo sobre notícias policiais do Brasil e do mundo.
Internacional Confira
22/01/2021 20h31 Atualizada há 1 mês
Por: Francine Dutra

Acusado de homicídio deixa etiqueta com nome e endereço em mala com cadáver

A mala foi encontrada em 29 de dezembro por funcionários da prefeitura de Denver.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um homem, de 28 anos, foi preso após ser encontrada uma mala com os restos mortais de uma vítima esquartejada. Ele havia se esquecido de tirar da mala uma etiqueta da United Airlines com o seu sobrenome - Satterthwaitee - e o seu endereço.

A mala foi encontrada em 29 de dezembro por funcionários da prefeitura de Denver (Colorado, EUA) que removiam uma espessa camada de neve de uma rua. Análise de DNA mostrou que o corpo era de Joshua Lockard, de 33 anos, morador da cidade.

A polícia foi até a casa de Benjamin Satterthwaite, também em Denver, e o encontrou desacordado em um sofá na sala, por causa de overdose de droga. O morador foi levado a um hospital e, assim que se recuperou, recebeu ordem de prisão, em 8 de janeiro, segundo reportagem da CBS.

Na casa de Benjamin, agentes encontraram uma outra mala igual a que fora achada com os restos mortais e um serrote sujo de sangue, que era da vítima. Legistas descobriram, ainda, sangue no sofá e no banheiro. Imagens de uma câmera de segurança de uma filial da rede Walmart mostraram Benjamin comprando o serrote dois dias antes de o corpo esquartejado ser descoberto na mala.

A polícia não sabe ainda como Joshua, que enfrentava o vício em metanfetamina, foi morto, mas já descobriu que ele e o assassino se conheciam.

Benjamin foi indiciado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Fonte: Extra
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®