Sábado, 12 de Junho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

33°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Maternidade
R10 Maternidade
Acompanhe as principais notícias sobre Maternidade.
Geral Maternidade
24/02/2021 16h01 Atualizada há 4 meses
Por: Bruna Sampaio

Saiba por que a chupeta é prejudicial ao seu bebê recém-nascido

Freepik
Freepik

Afinal, a chupeta é mesmo prejudicial para o desenvolvimento do bebê? A resposta para o assunto polêmico depende muito da frequência com a qual que o objeto é disponibilizado à criança. Especialistas em crescimento infantilafirmam que o excesso pode prejudicar a arcada dentária, mudar a postura da língua e contribuir para alterações musculares e ósseas.

Caso a chupeta seja usada apenas para acalmar o bebê ou na hora de dormir, as chances de dependência são muitos mais baixas, visto que a criança não depende do item para passar por hábitos normais do dia a dia.

Pode influenciar na amamentação?

Sociedade Brasileira de Pediatria confirma que a chupeta pode, sim, prejudicar a amamentação. Porém, é uma via de duas mãos. Quanto mais estabelecida a amamentação, menor será a necessidade do bebê de ter esse movimento de sucção em outros momentos.

Entretanto, sabemos que cada caso é um caso. Para evitar confusões de bicos, pediatras recomendam que a chupeta seja dada ao bebê apenas depois de quatro semanas de vida – quando a amamentação já está melhor estabelecida. 

O dedo é uma opção melhor? 
Não! O dedo apresenta mais riscos para o desenvolvimento da criança do que o bico. Além de não ser possível retirá-lo da criança, como é a chupeta, a força da mão pode empurrar o palato, fazendo com que o céu da boca da criança se mova para cima e altere o desenvolvimento ósseo do bebê.

Caso a criança comece pelo dedo, é importante cortar o hábito e, se necessário, substitui-lo pela chupeta. 

A chupeta tem benefícios?

Sim! Um dos maiores benefícios da chupeta é a calma que ela costuma trazer ao bebê. Outros estudos indicam até que o item, quando usado com moderação, pode até favorecer a respiração nasal do bebê, diminuindo assim o risco de morte súbita. 

Mas, é preciso observar as circunstâncias em que o item é introduzido. Mesmo que seja para “benefícios” como esse. Em vez de já recorrer ao bico, quando o bebê estiver muito nervoso ou em uma crise de choro, procure entender o que faz com que ele se sinta daquela maneira e se há outras formas de acalmá-lo. Não fique escrava da chupeta! Use-a com sabedoria, mesmo quando for em prol do pequeno.

Fonte: Mil dicas de mãe
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp