Sábado, 15 de dezembro de 2018
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
Brasil - Aplicativo

Postada em 12/04/2018 ás 11h31 - atualizada em 12/04/2018 ás 11h51

Publicada por: Gustavo Miranda

Brasileiros tiveram e-mail e número de celular vazados pela Uber
Recentemente, o aplicativo começou a avisar os cidadãos nacionais que foram vítimas do vazamento de informações.
Brasileiros tiveram e-mail e número de celular vazados pela Uber

Foto: Divulgação

Uma grande brecha da Uber, ocorrida em 2016, fez com que parte dos usuários brasileiros da Uber tivessem seus dados vazados. Recentemente, o aplicativo começou a avisar os cidadãos nacionais que foram vítimas do vazamento de informações, informa o UOL.

Por meio de e-mail, a empresa avisa que a falha global de segurança expôs 57 milhões de pessoas, e, no Brasil, foram afetados 196 mil usuários. A Uber ainda afirma que todas as medidas de segurança foram tomadas para impedir acessos futuros a dados da plataforma e aumentar a segurança da plataforma.

Apontou ainda que os usuários afetados não precisam tomar nenhuma medida extra de segurança.

A mensagem de aviso às vítimas faz parte de um acordo da Uber com a Comissão de Proteção dos Dados Pessoais do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). A legislação do Brasil não descrimina que autoridades e usuários sejam avisados em caso de violação de dados, como ocorre nos Estados Unidos. A empresa diz colaborar com as investigações.

No e-mail enviado a usuários afetados, a Uber se desculpa e diz que dados como nome, e-mail e telefone celular foram comprometidos no vazamento. A empresa, no entanto, alega que não foi identificada nenhuma fraude ou uso indevido relativo ao incidente e que o aviso é apenas para o usuário ter conhecimento do ocorrido.

A Uber diz que "especialistas externos não identificaram nenhum indício de download de históricos de locais de viagens, números de cartões de crédito e contas bancárias ou datas de nascimento".

De acordo com as investigações, a companhia pagou US$ 100 mil (cerca de R$ 330 mil) para que os hackers que executaram a ação se mantivessem silenciosos sobre o ciberataque a cerca de 57 milhões de pessoas, entre usuários e motoristas do Uber.

O roubo de dados foi ocultado pela companhia por mais de um ano até se tornar público em novembro do ano passado. A empresa demitiu Joe Sullivan, chefe de segurança, e um de seus assessores pelos respectivos cargos em deixar a ação hacker por baixo dos panos. O caso foi confirmado pelo site da Uber.

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Valença Por Raul Soares

Foragida de Inhuma é presa em Goiás

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Jurandir Pontes é reeleito presidente da Câmara em São João do Arraial

Beneditinos Por Cascatinha Pessoa

Vereador vem ao nosso Portal deixar mensagem para os Beneditinenses,veja

Cabeceiras do Piauí Por Francisco Rocha

Eleição para presidência da Câmara de Cabeceiras terá chapa única

Água Branca-PI Por Lenno Oliveira

A Prefeitura Municipal de ÁGUA BRANCA, PI estará aberta a Consulta Pública

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium