Sábado, 15 de dezembro de 2018
(86) 99915-1055
Desk Propaganda
Geral - Marcos Parente

Postada em 12/04/2018 ás 15h05

Publicada por: Redação

Justiça determina que prefeito suspenda contrato e pagamento de advogados
O magistrado também determinou a suspensão de qualquer pagamento do município aos advogados.
Justiça determina que prefeito suspenda contrato e pagamento de advogados

Foto: Reprodução

O Juiz Breno Borges Brasil, da Comarca de Marcos Parente, atendeu a um pedido de liminar do Ministério Público do Piauí e determinou a suspensão do contrato assinado pelo prefeito de Marcos Parente, Pedro Nunes de Sousa e os advogados Raimundo de Araujo Silva Junior e  Hillana Lopes Mousinho Neiva, sem licitação, no valor de R$ 84.000,00.

Na decisão, o Juiz se manifesta no sentido de que existe evidência do direito e urgência para cessar os prováveis ilícitos. “É fato incontroverso a contratação dos advogados sem concurso público e sem procedimento licitatório, sem que haja qualquer singularidade do serviço prestado. O risco com o dispêndio de recursos é iminente, vez que, embora o contrato impugnado tenha perdido a vigência, é praxe da administração a prorrogação deste tipo de ilícito (lembrando que o Ministério Público pugnou pela suspensão de pagamento para os advogados réus e não somente a suspensão do contrato)”, enfatizou o Juiz.

O magistrado também determinou a suspensão de qualquer pagamento do município aos advogados e multa de R$ 7.000,00 (sete mil reais) por mês, de descumprimento para cada réu, sem prejuízo do ressarcimento pelos pagamentos que contrariarem a decisão.

A Ação Civil Pública, impetrada pelo Promotor de Justiça Edgar dos Santos Bandeira Filho, por atos de Improbidade Administrativa também foi recebida pela justiça, que pede a condenação do prefeito por realizar contratações diretas, sem licitação. Os réus tem um prazo de 15 dias para constestar a ação. Também foi determinada a citação do prefeito, pessoalmente, para fins de cumprimento da medida liminar, advertindo-se que deverá comprovar o integral cumprimento da ordem no prazo de 30 dias, sob pena de se configurar desobediência.

Fonte: MPPI

R10 no Facebook:
imprimir
Veja também
TV R10

»

Revista ADV

»

Cabeceiras do Piauí Por Francisco Rocha

Exclusivo|Vereadores da oposição pedem impugnação de chapa

Lagoinha do Piauí Por Mysael Santana

Multidão comparece a festa de aniversário de Lagoinha do Piauí

São João da Serra Por Cosme Jales

Corrida de cavalos no prado bastante aguardado para o dia 19

Valença Por Raul Soares

Foragida de Inhuma é presa em Goiás

São João do Arraial-PI Por Leônidas Silva

Jurandir Pontes é reeleito presidente da Câmara em São João do Arraial

Mais lidas da semana

»

Municípios
© Copyright 2018 - Portal R10 - Todos os direitos reservados
R10 TV Municípios Colunas Anuncie Fale conosco
Site desenvolvido pela Lenium