Quarta, 22 de Setembro de 2021
86 9 98219621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 99800-8359

27°

23° 38°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Pet
R10 Pet
Tudo sobre o mundo dos pets.
Entretenimento Curiosidades do pet
03/03/2021 09h54
Por: Francine Dutra

Guia de raças: Shih Tzu se adapta bem à vida em apartamento

É fofura misturada com muitos pelos numa miniatura de bolinha. Sim, estamos falando do cãozinho da raça Shih Tzu. Brincalhão, dengoso e muito companheiro, esse cachorro de focinho achatado é conhecido pelo olhar dócil e pelo sedoso que conquista tutores e até os amigos deles. De porte pequeno, a raça é ideal para viver em pequenos espaços, mas não se adapta bem à solidão prolongada.

Com uma altura média de 20 a 30 cm, peso de 4 a 7 kg e expectativa de vida de até 16 anos, o Shih Tzu não precisa de muito espaço e pode viver muito bem em apartamentos. Mas isso não é uma regra! Para quem gosta da raça e mora em casas grandes, o cãozinho é ótimo no quesito adaptação e consegue viver muito também em espaços amplos.

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

De origem chinesa, de onde também vem o nome da raça, que significa “leão” em chinês, o Shih Tzu é fã de colo e muito carinho na cabeça ou na barriga. Ele costuma ser um cão do tipo “sombra”, aquele que segue o tutor onde ele vai dentro de casa.

Continua depois da publicidade

Apegados aos donos, eles não gostam de ficar muito tempo sozinhos ou sem receber atenção. Por isso, na hora de adotar um Shih Tzu, é importante que o tutor avalie a sua rotina, para decidir se ele é mesmo a melhor opção a ser levada em conta – pelo bem do tutor e, principalmente, do animal.

Caso o tutor não vá adotar um Shih Tzu, mas comprar, a recomendação mais forte é a de pesquisar bastante antes da aquisição, já que o preço de um filhote dessa raça pode variar muito, de R$ 500 a R$ 4,5 mil – de acordo com os principais sites de vendas do país. Importante lembrar que a  adoção é um caminho mais consciente  também, já que muitos animais estão abandonados nas ruas ou esperando serem adotados em ONGs.

Uma vez adotados e familiarizados com o novo lar, eles se sentem donos do pedaço e fazem questão de alertar, latindo e chamando a atenção dos tutores quando estranham algo em casa: ruídos, visitas, surpresas. De todo modo, não é preciso ter medo, pois a raça se dá bem com todos, incluindo outros animais, estranhos e crianças. Para isso, é preciso apenas que ele seja socializado desde filhote.

Muito fofo e conquistador, o Shih Tzu sabe o poder que sua carinha doce com olhos brilhantes tem e faz de tudo para conseguir o que quer do jeito dele. Por isso, o treinamento e a educação de um Shih Tzu costuma ser um grande desafio que requer paciência e amor dos tutores. Como ele é um cão que late para qualquer novidade, caso esteja sendo incômodo (para o tutor ou para os vizinhos), o adestramento pode ajudar a reduzir a frequência do barulho.

Curiosidade

De acordo com informações da rede Petz, na Dinastia Ming (1368 e 1644), o Shih Tzu era um animal de estimação muito querido pela família real. Com a Revolução Comunista no país, a raça quase foi extinta. Tanto que todos os shih tzus que existem hoje são descendentes de 14 cachorros que restaram. Importados para a Inglaterra, a raça foi categorizada como lhasa apso, mas depois o Kennel Club inglês separou o lhasa apso do shih tzu em duas raças distintas.

Saúde

O shih tzu é um cão braquicefálico, ou seja, com focinho achatado. Isso implica em dificuldade de respirar e em sensibilidade ao calor, frio e umidade intensos. Por esse motivo, assim como outros cachorros com essa característica, a exemplo do pug ou do buldogue francês, não é recomendado que o shih tzu faça muitos exercícios físicos, como corridas longas. É possível que ele desenvolva a mancha da lágrima , já que os cães braquicefálicos têm essa tendência.

Ainda de acordo com o site, o Shih Tzu não solta muitos pelos, no geral, mas ao envelhecer há um período de troca dos pelos jovens pelos adultos. Independente da queda de pelos, o ideal é que a raça tome banho todas as semanas.

Com muito pelo, é preciso também ter cuidado com os olhos do shih tzu, para evitar irritações e outros problemas de vista. Um corte adequado e uma escovação regular, diária, evitar problemas, como acúmulo de sujeira. A tosa pode ser o caminho mais barato.

Fonte: Canal do Pet
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp