Quinta, 13 de Maio de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

33°

22° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
Esportes
Esportes
Tudo sobre esportes no Piauí, Brasil e no Mundo.
Esportes Futebol
15/03/2021 07h56
Por: Marina Sousa

Maiores vendas recentes do Flamengo ralam para convencer na Europa

Fotos: AF
Fotos: AF

Craque o Flamengo faz em casa… mas, e depois que eles chegam na Europa? Atacante que rendeu 45 milhões de euros ao clube rubro-negro, Vinicius Júnior tenta superar as desconfianças de Zinedine Zidane e até de companheiros para assumir a titularidade na terceira temporada com o Real Madrid. Reinier, outra aposta do clube merengue formada no Ninho do Urubu, foi emprestado ao Borussia Dortmund da Alemanha e fez o primeiro gol no fim de semana. Paquetá busca se firmar no futebol francês após passagem apagada pelo Milan, na Itália. A promessa de volta por cima no Lyon fez Tite convocar o meia para os jogos de novembro do Brasil pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2022.

Vini encara o jogo da vida Real

Vinicius Junior completou 100 jogos com a camisa do Real Madrid na última segunda-feira. Com 20 anos e sete meses, o brasileiro é o quarto jogador mais jovem a chegar à partida centenária pelo clube espanhol, atrás apenas de Raul, Camacho e Casillas. Na Espanha desde 2018, o atacante trabalha duro para convencer o técnico Zinedine Zidane, o traiçoeiro Benzema e os torcedores de que merece o investimento feito nele. O clube merengue comprou o jogador por 45 milhões de euros, em maio de 2017, em um acordo que o liberou apenas em julho de 2018, após fazer 18 anos.

O bom início no futebol europeu rendeu a primeira convocação para a Seleção Brasileira principal, em fevereiro de 2019. Porém, Vini rompeu os ligamentos do tornozelo direito na partida de volta das oitavas de final da Champions League contra o Ajax e foi cortado dos amistosos comandados por Tite, contra Panamá e República Tcheca, em março de 2019. A estreia com a amarelinha na equipe principal ficou para setembro daquele ano, contra o Peru. Entrou aos 27 minutos do segundo tempo. Desde então, não jogou mais pela Seleção. Antes de convencer Tite, ele precisa ganhar a confiança de Zidane.

Continua depois da publicidade

A habilidade para entortar os adversários e a velocidade de Vini na arrancada apontou a cria do Flamengo como joia desde muito jovem. Mas a fragilidade esteva nas finalizações. Esse fundamento pesou para o brasileiro viver altos e baixos no Real Madrid. Preterido por Zidane no time titular do Real Madrid, o carioca seduz o treinador aos poucos. É o jogador do banco mais utilizado na equipe. Participou de 30 dos 33 jogos da temporada na temporada 2020/21. No último jogo, marcou um belo gol, em chute colocado que evitou a derrota amarga diante da Real Sociedad, arrancando elogios da mídia espanhola.

Desde a estreia no Real Madrid, em setembro de 2018, Vini marcou 13 gols e deu 14 assistências. O tempo de desenvolvimento do brasileiro frustrou as expectativas por uma explosão precoce. A evolução, tanto nas finalizações como na compreensão de um estilo de jogo mais coletivo, vem sendo lenta. Porém, o atacante mostra persistência. Na temporada atual de La Liga, Vini tem três gols em 22 partidas, 12 jogando desde o início. Na Liga dos Campeões, coleciona um gol e uma assistência em sete jogos, três deles como titular.

Paquetá mata um “Lyon” por dia

Lucas Paquetá também saiu do Rio de Janeiro com grande expectativa, mas não conseguiu se firmar no Milan. Jogou duas temporada na equipe italiana. Contabilizou um gol e três assistências em 44 partidas. Após passagem apagada pelo primeiro time europeu da carreira, Paquetá vive um início promissor no Lyon. O clube semifinalista da última Liga dos Campeões pagou 20 milhões de euros (aproximadamente R$ 132,1 milhões) pelo contrato de cinco anos com o jogador. Aos 23 anos, o meia tem se dedicado mais à marcação e virou uma peça importante no elenco, ao lado dos brasileiros Bruno Guimarães e Thiago Mendes. Desde setembro, marcou quatro gols e deu duas assistências em 21 jogos.

A retomada do bom futebol de Lucas Paquetá é o passaporte para voltar a ser lembrado por Tite. O nome da revelação do Flamengo estava na lista de 12 suplentes relacionados pelo treinador para a Copa do Mundo 2018, na Rússia. Entretanto, a estreia ficou mesmo para depois do Mundial, contra os Estados Unidos, em 7 de setembro daquele ano. Paquetá marcou o primeiro gol pela Seleção Brasileira em um amistoso contra o Panamá, em março de 2019, e fez parte do elenco campeão da Copa América 2019 com o Brasil. Atuou cinco minutos contra o Paraguai, nas quartas-de-final. São 397 minutos em 13 jogos com a amarelinha. Vestiu até a camisa 10 em amistosos.

Apesar de não ter sido chamado para a estreia do Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo 2022, Paquetá está no radar de Tite. O jogador carioca entrou em campo nas últimas duas partidas da Seleção, contra Uruguai, em Montevidéu, e Venezuela, no Morumbi, ambas em novembro. À época, estava no futebol francês. As próximas chances dependerão do desempenho no Lyon. No último domingo, Paquetá deu uma assistência, mas cometeu um pênalti e foi expulso no empate por 1 x 1 com o Olympique de Marselha, pelo Campeonato Francês. Os próximos compromissos do Brasil serão em 26 e 30 de março, contra Colômbia e Argentina, pelas Eliminatórias.

Reinier aprende com a disciplina tática alemã

O mais novo do trio de crias do Flamengo é Reinier, 19 anos. O meia-atacante fez parte do time campeão brasileiro e da Libertadores em 2019, tornando-se um dos mais jovens a conquistar o título continental. O potencial do brasiliense formado na base rubro-negra também agradou ao Real Madrid. O clube o contratou em janeiro de 2020. Após jogar as primeiras partida no Real Madrid Castilla, conhecido como Real Madrid B, pegou a suspensão das competições por causa da pandemia de covid-19. Em agosto, foi emprestado ao Borussia Dortmund. Agora, está em fase de adaptação ao futebol alemão.

Após seis meses no Borussia Dortmund, Reinier não foi escalado como titular em jogos oficiais. Nas 11 partidas em que entrou, soma 175 minutos pelo Dortmund. Nos últimos 10 minutos em que atuou, contra o Arminia Bielefeld, marcou o primeiro gol pela equipe. "Com certeza me dá mais confiança. Estava trabalhando por esse gol há muito tempo. Agora é seguir me empenhando nos treinamentos para conseguir mais e mais", comentou Reinier. O brasileiro ainda conta com um companheiro badalado: o norueguês Erling Haaland. Do pé do artilheiro de 20 anos, que vem sendo sondado pelos principais times da Europa, Reinier recebeu bela assistência para balançar a rede.

Importante é Reinier se adaptar ao estilo de jogo europeu o quanto antes para cavar uma vaga também na Seleção Olímpica que disputará os Jogos Olímpicos de Tóquio, agendado para julho deste ano. Esta edição, em especial, será disputada por equipes formadas por jogadores de até 24 anos. O meia brasileiro participou do Pré-Olímpico Sul-Americano de 2020. Sob comando de André Jardine, o Brasil terminou na vice-liderança, atrás da Argentina, mas garantiu a vaga para buscar o bicampeonato em Tóquio.

Fonte: Correio Braziliense
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp