Terça, 15 de Junho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

25°

23° 33°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Pet
R10 Pet
Tudo sobre o mundo dos pets.
Entretenimento Curiosidades do pet
17/03/2021 11h13
Por: Francine Dutra

Guia de raças: conheça as principais características do Spitz

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

O Lulu da Pomerânia, que mais parece uma raposinha peluda, é um cãozinho que encanta com sua pelagem única e sua alegria infinita. Oficialmente chamado de Spitz Alemão Anão, a raça possui algumas diferenciações de peso e tamanho, sendo mais comum no Brasil essa variedade menor.

O Spitz é uma das raças preferidas de quem gosta de cachorros pequenos e companheiros. São excelentes  cães de companhia e amam estar perto dos tutores. Medindo 20 centímetros de altura e pesando 4 kg, não se engane com o tamanho: eles são ótimos guardiões e latem com qualquer situação diferente.

Os animais dessa raça também são extremamente brincalhões e amam se exercitar.

Continua depois da publicidade

Pelagem

A pelagem abundante e comprida é uma das principais características do Spitz. Ela pode ser preta, castanha, branca, laranja e cinzenta lobo. Além de algumas combinações entre elas. A densidade dos pelos é bastante alta e quando bem cuidados parecem uma verdadeira bolinha de pelos. 

A raça exige cuidados especiais para que os pelos fiquem sempre bonitos.  É necessário escovar a "cabeleira" do cãozinho toda a semana. Para tosar, o método da tesoura é o mais indicado para conquistar aquele aspecto de bichinho de pelúcia. 

Saúde

Segundo informações do portal Petz, os cãezinhos da raça Spitz são saudáveis e sofrem com poucos problemas crônicos. O mais comum, que afeta outros cães de raças pequenas, é a luxação patelar, que pode provocar dor ao andar.

Origem

O próprio nome já entrega a localização de origem do Lulu. Situada no norte da Alemanha, atual Polônia, a Pomerânia foi a região em que surgiram os primeiros cãezinhos. Na Alemanha do século 18, eles tinham um porte maior e eram cães de guarda, caçadores e puxadores de trenós.

Depois, a rainha Victória, do Reino Unido, foi apaixonada por esses cãezinhos e ajudou a populariza-lo.

A raça sofreu por diversas evoluções, sendo que atualmente a linhagem Spitz conta com cinco tipos: anão, pequeno, médio, grande e gigante, sendo o Lulu da Pomerânia o menor e o mais popularizado no Brasil. 

Fonte: Canal do Pet
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp