Segunda, 14 de Junho de 2021
86 9 9821-9621

Redação

Whatsapp / Sugestôes

(86) 99821-9621

Cristina

Publicidade

(86) 98195-0154

31°

23° 32°

Teresina - PI

Últimas notícias
R10 Utilidade Pública
R10 Utilidade Pública
Tudo sobre utilidade pública.
Educação Educação
17/03/2021 14h48
Por: Bruna Sampaio

Ensino híbrido fortalece adaptação de salas de aula durante pandemia

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em tempos de pandemia, o ensino híbrido nas instituições de ensino tornou-se necessário frente às adaptações da sociedade. O método agrega dois formatos já consolidados: o presencial, com base na sala de aula tradicional; e o on-line, constituído por meio do ambiente virtual de aprendizagem. Entretanto, alguns desafios precisam ser vencidos para que haja fluidez e sucesso no ensino-aprendizagem.   

A organização do ensino híbrido está baseada na ideia de que o desenvolvimento das aulas, com o uso das tecnologias digitais, deve acontecer de forma integrada ao currículo escolar. A professora e pesquisadora em Educação da UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau em Teresina, Leila Medeiros, pontua que os dois modelos de aprendizagem precisam dialogar, de modo que se complementem.  “O fato é que os alunos alternam suas rotinas entre virtual e real, constantemente. Dessa forma, precisamos compreender a importância de estender esse cenário para as experiências de aprendizagem, com ensino mais significativo e concreto. A tecnologia é uma excelente ferramenta para o ensino e, por isso, é possível combiná-las”, comenta Leila.   

A pesquisadora também alerta que a fusão de abordagens de ensino precisa ser bastante organizada, exigindo dedicação dos docentes para aproveitar as vantagens de cada uma. Assim, há a possibilidade de ofertar autonomia aos alunos para aprender e compartilhar o que aprenderam.  "O objetivo do ensino híbrido é desenvolver a autonomia dos estudantes, com foco nos processos colaborativos de compartilhamento de conhecimentos, viabilizados pela utilização das tecnologias digitais, aliadas nesse processo. Desse modo, emerge a necessidade de desenvolvimento de novas competências e habilidades tanto para o professor, na modificação das estratégias de sua prática docente, quanto para os estudantes, em seus contextos de aprendizagem”, finaliza Leila Medeiros.  

Continua depois da publicidade

Em todas as unidades da UNINASSAU, instituições do grupo Ser Educacional, a metodologia híbrida Ubíqua é ativa e integra os alunos nas áreas acadêmicas, do empreendedorismo, da internacionalização e da trabalhabilidade. A Ubíqua foi criada com o propósito de sintetizar as reconfigurações e outras formas de ensino que a educação tem apresentado atualmente.

Fonte: Ascom
Veja também
Desenvolvido por: Lenium®
Nosso grupo do WhatsAppWhatsApp